Bruxelas diz a Londres que princípios fundadores da UE não são negociáveis

Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker (Foto de FREDERICK FLORIN/AFP)
Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker (Foto de FREDERICK FLORIN/AFP)
Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker (Foto de FREDERICK FLORIN/AFP)

A Comissão Europeia declarou nesta sexta-feira que está disposta a trabalhar com o primeiro-ministro eleito na Grã-Bretanha, David Cameron, para atender às suas exigências de reforma da União Europeia, mas advertiu que os princípios fundadores, incluindo a liberdade de circulação, “não são negociáveis”.

“As quatro liberdades inscritas no Tratado não são negociáveis, porque são a essência da União Europeia”, declarou Margaritis Schinas quando questionado sobre a liberdade de circulação.

As quatro liberdades são as de circulação de pessoas, mercadorias, serviços e capitais no mercado único europeu.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, abriu recentemente a porta para pequenas alterações ao Tratado da UE, mas excluiu qualquer concessão importante, como a liberdade de circulação na UE.

Cameron, que venceu a eleição britânica de quinta-feira, reiterou sua promessa de realizar um referendo sobre uma possível saída britânica da UE. No passado, ele questionou os “abusos” da livre circulação de pessoas. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA