Bruxelas diz a Londres que princípios fundadores da UE não são negociáveis

Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker (Foto de FREDERICK FLORIN/AFP)
Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker (Foto de FREDERICK FLORIN/AFP)
Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker (Foto de FREDERICK FLORIN/AFP)

A Comissão Europeia declarou nesta sexta-feira que está disposta a trabalhar com o primeiro-ministro eleito na Grã-Bretanha, David Cameron, para atender às suas exigências de reforma da União Europeia, mas advertiu que os princípios fundadores, incluindo a liberdade de circulação, “não são negociáveis”.

“As quatro liberdades inscritas no Tratado não são negociáveis, porque são a essência da União Europeia”, declarou Margaritis Schinas quando questionado sobre a liberdade de circulação.

As quatro liberdades são as de circulação de pessoas, mercadorias, serviços e capitais no mercado único europeu.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, abriu recentemente a porta para pequenas alterações ao Tratado da UE, mas excluiu qualquer concessão importante, como a liberdade de circulação na UE.

Cameron, que venceu a eleição britânica de quinta-feira, reiterou sua promessa de realizar um referendo sobre uma possível saída britânica da UE. No passado, ele questionou os “abusos” da livre circulação de pessoas. (afp.com)

DEIXE UMA RESPOSTA