Benguela: Situação de energia domina 3ª reunião do Conselho do Governo

(Foto: Angop )

Benguela – A situação da produção, transporte, distribuição e consumo de energia eléctrica e água está a dominar a agenda da terceira reunião ordinária do Conselho do Governo da província de Benguela, que decorre esta quarta-feira, sob orientação do governador Isaac dos Anjos.

(Foto: Angop )
(Foto: Angop )

O balanço da execução do projecto de electrificação e iluminação pública nos bairros dos municípios da Baía Farta, Benguela, Catumbela e Lobito, num programa suportado com recursos públicos e que visa aumentar o acesso à energia eléctrica às famílias que moram na zona periférica do litoral da província, está a merecer igualmente atenção dos presentes.

Os membros do conselho vão ainda abordar sobre o projecto de iluminação pública, que visa contribuir para ultrapassar o cenário de ruas às escuras, com a colocação de postes de transformação de energia eléctrica, cabendo às administrações municipais instalar os postes de iluminação.

A Angop apurou que numa altura em que a província de Benguela regista um acentuado défice de produção de energia eléctrica, a situação que tem provocado restrições na rede de distribuição, a expectativa das autoridades é a de que a região tenha ampliada a médio prazo, a sua capacidade de fornecimento de energia eléctrica de 90 megawatts para 200 MW, no âmbito de um projecto que vai reforçar a rede de alta e média tensão.

Com a conclusão do projecto em execução, a rede eléctrica da província vai proporcionar maior e melhor disponibilidade de energia para atender regularmente o funcionamento das instalações industriais e habitacionais nas cidades de Benguela e do Lobito, respondendo assim a demanda gerada pelo crescimento da população.

Outros assuntos de maior relevo são a reabilitação do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), a proposta de tarifa de água no Lobito, o ponto de situação de vias secundárias e terciárias, estradas nacionais que ligam à província ao resto do país e passagens aéreas da estrada Benguela-Lobito.

Os quatro delegados e 17 directores provinciais, nove administradores municipais e demais entidades do Conselho do Governo deverão ainda debater o Plano de Acção Provincial para Gestão de Resíduos Urbanos e uma proposta para realização da Feira de Tecnologia Agrícola e Pecuária.

Da agenda do encontro, que termina ainda hoje, consta a apresentação do funcionamento das Comissões Técnicas Provinciais contra a raiva, assim como uma informação sobre a recolha de dados das unidades industriais para cadastramento no PPIAM (Pesquisa da Produção de Angola-Mensal). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA