Autoridades: Tiroteio em quartel na Tunísia não foi ataque terrorista

Bandeira da Tunísia | Vlajky.org

Um soldado tunisino matou hoje alguns dos seus camaradas a tiro num quartel, mas não se tratou de “uma operação terrorista”, anunciou o Ministério do Interior.

Bandeira da Tunísia | Vlajky.org
Bandeira da Tunísia | Vlajky.org

O soldado foi abatido depois do tiroteio, que causou “mortos e feridos”, cujo número não foi precisado pelas autoridades da Tunísia.

“O incidente, que ocorreu na caserna de Bouchoucha, não está ligada a uma operação terrorista”, disse o porta-voz do ministério Mohamed Ali Aroui à agência France Presse.

Um pouco antes, o porta-voz do Ministério da Defesa, Belhassan Oueslati, tinha indicado que um “militar disparou sobre os seus camaradas, ferindo alguns”, antes de ser morto.

“As forças militares dominaram a situação após terem disparado sobre o soldado”, explicou.

Segundo Aroui, a caserna de Bouchoucha situa-se não muito longe do Museu Nacional do Bardo, onde 21 turistas estrangeiros e um polícia foram mortos em março por terroristas. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA