A Frost & Sullivan elogia a PCCW Global por abordar as exigências de conectividade da África Subsariana com a sua rede de intercâmbio de IP

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

A PCCW Global, o departamento de operações internacionais da HKT (SEHK: 6823), o principal prestador de serviços de telecomunicações de Hong Kong, foi reconhecida pela Frost & Sullivan com o Prémio de Liderança na Valorização do Cliente em Soluções de Conectividade na África Subsariana de 2015. Este prestigiante reconhecimento vem no seguimento da recente análise da Frost & Sullivan sobre as soluções de conectividade no mercado.

A PCCW Global disponibiliza várias camadas de infraestruturas fundamentais na África Subsariana, incluindo transmissão por fibra e satélite, serviços de tráfego de Internet, conectividade MPLS e Ethernet e proporciona também agressivamente redes de IPX em malha que permitem a utilização de voz sobre IPX (VoIPX). Este é um passo significativo na região, visto este serviço garantir uma melhor qualidade para os seus clientes.

“A PCCW Global é o líder no fornecimento de conectividade por fibra sólida pois detém parte dos cabos submarinos que ligam África ao resto do mundo”, afirma Vivienne Mutembwa, analista de investigação da Frost & Sullivan. “Criou um circulo de fibra em redor de África ao ligar os cabos submarinos da Costa Leste e Costa Litoral através dos centros de dados da Teraco, na África do Sul, estabelecendo assim uma rede VoIPX integrada de primeira classe.”

Mike van den Bergh, diretor de marketing da PCCW Global, afirmou “Estamos muito satisfeitos por termos recebido este prémio, o qual reconhece a nossa dedicação a longo prazo em valorizar o cliente na África Subsariana, um dos mercados mais diversos e dinâmicos do mundo. Fornecemos serviços de conectividade a esta região há mais de 20 anos, e continuamos empenhados em expandir e desenvolver a nossa rede para fornecermos comunicações fiáveis e de alta qualidade e para disponibilizarmos acesso às inovações tecnológicas mais recentes, as quais, por sua vez, nos permitem servir melhor as diferentes necessidades dos nossos clientes.”

A PCCW Global gere vários transmissores-recetores em África e mantém o acesso a várias estações terminais de cabos que proporcionam uma conectividade local ao mais alto nível. Atualmente, a PCCW Global proporciona conectividade por fibra a 40 países em África, incluindo 11 países sem litoral. A conectividade transfronteiriça ideal da PCCW Global abrange países como Maláui, Tanzânia, Moçambique, Quénia, Zâmbia, Zimbabué, Botsuana e Namíbia.

“A empresa apresenta uma das melhores redes de IP do mundo, a qual lhe permite disponibilizar uma capacidade internacional fiável e extremamente diversa a prestadores de serviço de Internet (ISP) e a operadores de rede móvel (MNO)”, afirma Vivienne Mutembwa. “Isto ajuda os ISP e os MNO a satisfazerem a procura dos clientes por serviços internacionais de voz, dados, roaming móvel, sinalização e mensagens, sem terem de realizar qualquer investimento em infraestrutura ou assinar múltiplos contratos.”

 

Os vários pontos de amarração da PCCW Global reduzem os custos gerais do serviço, pois eliminam os custos envolvidos na transferência de rede e também permitem manter o serviço em caso de falha de ligação num dos cabos. Esta é uma característica muito importante, pois os países como Moçambique são propícios a inundações, as quais podem danificar a infraestrutura. Através de várias consultas constantes com ISP e MNO sobre o processo de gestão da rede, a PCCW Global também superou o desafio de falta de eletricidade de alguns países, assegurando os serviços mínimos em caso de interrupção.

 

A ágil estrutura de rede da PCCW Global assegura que o tráfego dos clientes não tem de passar por redes, passando diretamente da origem para o destino. A sua resistente rede MPLS/IPX cobre mais de 3000 cidades em 140 países, por todo o mundo, e estabelece ligação a centenas de prestadores de serviços por todo o globo. A empresa resolve os problemas de segurança com o Serviço de Gestão de Ameaças integrado, um sistema de segurança com base na nuvem que identifica ameaças conhecidas e não conhecidas e notifica o utilizador final sobre o momento e o tipo de ataque. A PCCW Global bloqueia então o ataque na origem e mitiga o impacto para o cliente. A PCCW Global é pioneira em levar esta solução de inteligência em rede com base na nuvem para o mercado da África Subsariana.

Krishna Srinivasan, Presidente Global e Sócio-Gerente da Frost & Sullivan, resumiu “A chave do sucesso a longo prazo para qualquer empresa é ter capacidade para continuar a estimular e a melhorar o valor dos seus produtos e/ou serviços para os seus clientes. Assim, a Frost & Sullivan está entusiasmada por reconhecer a PCCW Global pelo seu foco líder da indústria em enriquecer a experiência do cliente e para aumentar o retorno sobre o investimento em relação aos seus serviços no mercado de soluções de conectividade.”

 

Todos os anos, a Frost & Sullivan entrega este prémio à empresa que demonstrou excelência na implementação de estratégias que criam proativamente valor para os seus clientes melhorando o retorno sobre o investimento que os clientes fazem nos seus serviços ou produtos. O prémio reconhece o grande esforço da empresa no aumento do valor oferecido aos seus clientes, além de um simples bom atendimento ao cliente, o que melhora a retenção de clientes e, em última análise, leva a uma expansão da base de clientes. (African Press Organization)

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA