Visita de estadista congolês ao país inscreve-se no quadro da consolidação dos laços históricos

Georges Rebelo Chikoti - Ministro das relações Exteriores (Foto: Lucas Neto/Arquivo)
Georges Rebelo Chikoti - Ministro das relações Exteriores (Foto: Lucas Neto/Arquivo)
Georges Rebelo Chikoti – Ministro das relações Exteriores (Foto: Lucas Neto/Arquivo)

A visita do Presidente da República do Congo, Denis Sassou Nguesso, aguardado hoje (segunda-feira), em Luanda, inscreve-se no quadro da consolidação dos laços históricos de fraternidade, solidariedade, amizade e de cooperação, afirmou o ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chikoti.

Georges Chikoti, que falava na abertura da VII Reunião da Comissão Bilateral Angola/Congo, acrescentou que estas ligações sempre existiram no relacionamento dos dois países e que dispensam quaisquer comentários.

Acrescentou que a reunião é, sem dúvidas, um sinal forte que se inscreve no âmbito do novo impulso que se quer conferir às relações entre os dois países.

Acrescentou que é importante que se realize com regularidade este tipo de encontros, porque permite passar em revista o estado da cooperação e perspectivar novas acções susceptíveis de aproximar ainda mais os dois povos e contribuir para promover e harmonizar os interesses comuns, tanto no plano bilateral e regional como internacional.

O ministro acrescentou que, por partilharem a mesma fronteira e pela similaridade de recursos naturais de que os dois países dispõem, ambos devem continuar a construir uma parceria sólida, que aproxime os interesses comuns importantes e intensifiquem o intercâmbio entre os sectores público e privado, de modo a fortalecer a cooperação e a criar um clima favorável para a elevação do nível das relações económicas e comerciais com benefícios mútuos.

De acordo com o ministro, “não há dúvida de que Angola e Congo conheceram, nos últimos anos, níveis de crescimento económico, desenvolvimento humano e estabilidade política”.

Durante o encontro, cuja delegação congolesa é chefiada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Basile Ikoubé, as partes angolana e congolesa analisaram e adoptaram o Processo Verbal da VII Comissão Bilateral de Cooperação.

Este documento resulta da discussão dos vários aspectos da cooperação entre os dois países nas mais distintas áreas com vista o incremento da cooperação entre os dois estados.

A delegação angolana contou ainda, entre outras, com as presenças dos ministros do Transportes, Augusto Tomás, da Defesa, João Lourenço, do Comércio, Rosa Pacavira. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA