Unidade financeira e advogados assinam acordo sobre branqueamento

Bastonário da Ordem dos Advogados, Hermenegildo Cachimbombo. (Foto: D.R.)
Bastonário da Ordem dos Advogados, Hermenegildo Cachimbombo. (Foto: D.R.)
Bastonário da Ordem dos Advogados, Hermenegildo Cachimbombo.
(Foto: Angop)

Um acordo de troca de informação para o combate ao branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo foi rubricado nesta segunda-feira, em Luanda, entre a Unidade de Informação Financeira e a Ordem dos Advogados de Angola.

Rubricou o acordo pela Unidade de Informação a directora da área, Francisca Massango de Brito e pela Ordem dos Advogados de Angola, o bastonário Hermenegildo Cachimbombo.

Francisca Massango de Brito disse à imprensa que o objectivo principal da parceria é a troca de informação entre as duas instituições, tendo em vista o combate ao branqueamento de capitais, além de definir metas a alcançar nesse domínio.

Para o Bastonário da Ordem dos Advogados, Hermenegildo Cachimbombo, o acordo marca o início do comprimento das obrigações da instituição, enquanto entidade supervisora na luta contra o sistema de branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo.

Informou que a Ordem dos Advogados passa, por via desse protocolo, a contribuir para a realização do interesse do público e impedir que o Estado angolano passa a  ser alvo de acções ligadas ao  financiamento de terrorismo e ao branqueamento de capitais .

Questionado sobre a formação de quadros no sector,  deu a conhecer que  corresponde a um serviço específico, pois existe um centro de formação para garantir a carreira dos advogados, contribuindo na melhoria de serviços.

Estão escritos actualmente na ordem mil e 200 advogados com carteira definitiva e 200 estagiários. (portalangop.ao)

 

DEIXE UMA RESPOSTA