UE bloqueia acordo nuclear de 12 bilhões de euros entre Rússia e Hungria

(© East News/ Photoshot/REPORTER/Attila Volgyi)
(© East News/ Photoshot/REPORTER/Attila Volgyi)
(© East News/ Photoshot/REPORTER/Attila Volgyi)

A União Europeia bloqueou o acordo nuclear de 12 bilhões de euros entre a Rússia e a Hungria, conforme o qual a companhia russa Rosatom deveria construir dois reactores na cidade húngara de Paks, informa o Financial Times.

De acordo com o jornal, o negócio não foi aprovado pela empresa Euratom, que regula o mercado europeu do combustível nuclear. O acordo da Rosatom prevê a construção e a manutenção de dois reactores na Hungria, mas a Euratom não concordou com intenção de importar combustível só da Rússia. O jornal afirma que a Comissão Europeia aprovou a decisão da reguladora. A proibição de fornecimento de combustível põe em risco o contrato.

Agora a Hungria tem que encontrar outra fonte de combustível – ou começar o procedimento contra a Comissão Europeia.

No entanto, o secretário de Estado húngaro, Zoltan Kovacs, disse que a União Europeia não tinha bloqueado o contrato, relata a agência russa RIA Novosti.

Em Fevereiro de 2014 o parlamento húngaro aprovou o acordo com a Rússia sobre a construção de dois blocos na usina atómica de Paks, a 100 km de Budapeste.

Para tal, a Rússia concederá à Hungria um crédito de 10 milhões de euros. Os dois blocos de 1.200 mW serão construídos no âmbito do acordo russo-húngaro de cooperação na utilização civil da energia atómica.

Paks é a única usina atómica da Hungria construída com base em um projecto soviético. A usina gera mais de 42% da energia consumida nesse pais. (sputniknews.com)

DEIXE UMA RESPOSTA