Secretário de Estado destaca formação técnico-profissional como prioridade do Executivo

Manuel da Conceição - Secretário de Estado da Comunicacão Social (Foto: Angop)
Manuel da Conceição - Secretário de Estado da Comunicacão Social (Foto: Angop)
Manuel da Conceição – Secretário de Estado da Comunicacão Social (Foto: Angop)

O Secretário de Estado da Comunicação Social, Manuel da Conceição, destacou hoje, em Luanda, a formação técnico-profissional como uma das prioridades da agenda do Executivo angolano.

O responsável, que falava nesta segunda-feira na reabertura do curso técnico-profissional de Jornalismo 2015, ministrado pelo Centro de Formação de Jornalistas (Cefojor), sublinhou que este curso marca o relançamento das formações em jornalismo e é uma referência obrigatória na história do ensino do jornalismo no país, ministrado nesta instituição.

Reputou de importante para os jornalistas a formação técnico-profissional, porquanto reflecte a capacidade de contribuir para a elevação do nível de educação das pessoas, na base do princípio de que uma das funções principais do jornalismo é formar, entreter e informar.

Disse que a formação é importante para qualquer profissional e estabeleceu uma relação biunívoca formação/profissão, qualificando estas duas variantes de “companheiros inseparáveis”.

No entanto, alertou para o facto de a sociedade estar cada vez mais exigente, com apurado sentido crítico e impõe-se ao jornalista a necessidade de auto superação constante e domínio dos instrumentos que regulam o exercício da profissão, como a Lei de Imprensa, o Código de Ética e Deontologia Profissional e outros valores que apresentam como elementos para o exercício de um jornalismo responsável.

O Secretário de Estado considerou que a formação técnico-profissional em jornalismo deve ser entendida como uma necessidade permanente, só assim o jornalista poderá compreender os fenómenos sociais e divulgá-los em géneros jornalísticos, tais como a notícia, entrevista, reportagem, crónica e outros.

O curso técnico-profissional de jornalismo tinha sido interrompido há cerca de cinco anos.

O Cefojor ministra formações nas áreas de imprensa, da rádio, da televisão, do multimédia, das línguas e do desenvolvimento pessoal.

Além das acções de superação das técnicas jornalísticas, o centro organiza palestras e seminários em áreas temáticas com interesse jornalístico que visam a especialização dos formandos e de jornalistas seniores. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA