Pesca Desportiva: Presidente da República desafia jovens a praticarem a modalidade

Presidente da República, José Eduardo dos Santos (Foto: angop/arquivo)
Presidente da República, José Eduardo dos Santos (Foto: angop/arquivo)
Presidente da República, José Eduardo dos Santos (Foto: angop/arquivo)

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, lançou aos jovens angolanos um desafio de iniciarem, desenvolverem e generalizarem a prática desportiva da pesca do alto mar, assim como outros desportos náuticos, no âmbito do plano desportivo do país.

O repto do Chefe de Estado angolano foi avançado pelo ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, quando discursava na cerimónia de abertura oficial do 24º Campeonato Mundial de Pesca Desportiva ao Corrico de Alto Mar, que Angola acolhe de 28 de Março a 4 de Abril na cidade do Lobito, província de Benguela.

Neste sentido, Gonçalves Muandumba transmitiu as saudações do Presidente da República aos participantes vindos de outros países para disputarem o campeonato que reúne a elite de pescadores desportivos do planeta.

Com este evento, ressaltou, pretende-se o aumento de “mais clubes e mais formação” a nível dos desportos náuticos, nomeadamente na pesca desportiva em alto mar, em todas as suas vertentes, no sentido da promoção e captação de jovens para este estilo de desporto.

Segundo o governante, a rica costa de angolana terá sido determinante na sua escolha para organizar esta competição, enquadrada nas comemorações dos 40 anos de independência do país, assim como o clima de paz e a estabilidade que Angola vive terão sido outros dos factores que também concorreram para essa indicação.

O ministro ressaltou que a pesca desportiva no país já conseguiu alcançar patamares elevados e os pescadores nacionais ombreiam com os melhores do mundo.

“É honroso para o Governo Angolano acolher o 24º Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva, num momento em que a exiguidade de recursos financeiros disponíveis para a sua realização levou a que tivéssemos de apertar os cordões à bolsa”, admitiu.

Realçou ainda a beleza da província de Benguela e a hospitalidade da sua população.

Aproveitou igualmente para, em nome dos participantes, saudar todos os munícipe do Lobito a quem manifestou apreço e solidariedade, devido a tragédia provocada pelas chuvas que se abateram, recentemente, na região.

A decorrer até 4 de Abril, a presente edição do mundial de pesca, que se disputará nos mares do Lobito, conta com a presença das selecções de Angola (duas equipas), África do Sul (uma), Brasil (duas), Croácia (uma), Espanha (duas), Itália (duas), México (duas) e Senegal (uma). A Alemanha é o último combinado aguardado no palco da prova.

A Marina do Clube Náutico do Lobito, reabilitada e modernizada, será o ponto de partida e chegada das 15 embarcações na maior prova mundial de pesca desportiva de alto mar. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA