Palestinianos e Israelitas à beira da ruptura (vídeo)

(EURONEWS)
(EURONEWS)
(EURONEWS)

A autoridade palestiniana poderá suspender a cooperação com Israel em matéria de segurança.

Reunido em Rhamallah durante dois dias, o Comité Central da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) aprovou ontem uma resolução que visa cancelar a coordenação entre a polícia e o exército dos dois campos.

Uma medida que terá ainda que ser ratificada por Mahmoud Abbas e que representa uma resposta à decisão israelita de congelar a transferência de 100 milhões de dólares em taxas alfandegárias sobre as mercadorias palestinianas.

Segundo o membro da OLP, Ahmad Abdelrahman, “Israel deve cumprir os seus compromissos para com o povo palestiniano, no estado ocupado da Palestina, enquanto autoridade ocupante, à luz da legislação internacional”.

Desde a ruptura das negociações de paz no ano passado, que os palestinianos acusam Israel de violar os acordos internacionais, ao prosseguir a construção de colonatos na Cisjordânia.

O Comité da OLP apelou igualmente ao boicote de produtos israelitas, e à rejeição de qualquer tentativa para reconhecer Israel como um estado judaico.

Um novo capítulo na tensão crescente no território depois de Israel, em plena campanha eleitoral, ter decidido realizar manobras militares na Cisjordânia, no domingo passado. (euronews.com)

DEIXE UMA RESPOSTA