OTAN: Ocidente deve considerar “todos” instrumentos para ajudar a Ucrânia

(Foto: AFP / John Thys)
(Foto: AFP / John Thys)
(Foto: AFP / John Thys)

O comandante supremo da OTAN na Europa, o general Philip Breedlove, afirmou neste domingo que o Ocidente deve considerar utilizar “todos seus instrumentos”, inclusive o envio de armas defensivas, para ajudar a Ucrânia no conflito com a Rússia.

“Penso que nós, no Ocidente, deveríamos considerar todas nossos instrumentos de resposta”, assinalou Breedlove no Brussels Fórum organizado pelo German Marshall Fund dos EUA., onde apontou que a Rússia usa instrumentos diplomáticos, de informação, militares e económicas contra a Ucrânia.

O general americano admitiu que armar a Ucrânia poderia levar a uma maior “desestabilização” no leste do país, mas ressaltou que “a inacção também” pode provocar esse efeito.

O comandante supremo da OTAN na Europa também disse durante o debate que a Aliança Atlântica sabe que os russos “movimentam” seu armamento, mas “não sabemos se saíram do campo de batalha”.

“Não sabemos se foram movidas (as armas) para fora do campo de batalha, mas sabemos que estão se movimentando. Continuamos vendo elementos inquietantes quanto à defesa aérea, comando e controle, reabastecimento, equipamento cruzando uma fronteira completamente porosa…”, afirmou Breedlove.

“Portanto existem dúvidas” sobre se os acordos de Minsk estão sendo cumpridos ou não, disse o comando da OTAN, que se apoia em informações de inteligência da Aliança Atlântica. (EFE)

DEIXE UMA RESPOSTA