OPA: “Assim não aceitaremos oferta do CaixaBank”

(DR)
(DR)
(DR)

O presidente da Santoro Finance dá, esta quinta-feira, uma entrevista ao Diário Económico onde fala sobre a OPA que espanhóis do CaixaBank lançaram ao BPI.

A ‘novela’ entre o CaixaBank, o BPI e Isabel dos Santos continua sem ter um fim à vista.

Em entrevista ao Diário Económico, o presidente do Santoro Finance – empresa de Isabel dos Santos – garantiu que, nos termos em que foi apresentada, a OPA não passará na assembleia-geral do banco português.

“Nas atuais condições não estamos disponíveis para aceitar a oferta do CaixaBank. Importa, pois, neste contexto saber se as condições são alteradas ou a oferta retirada”, assegurou Mário Silva, garantindo que uma fusão entre BCP e BPI é uma alternativa viável à OPA até porque, sublinhou, irá criar uma “instituição líder em Portugal”.

O presidente da empresa detida por Isabel dos Santos apontou que a “OPA não é oportuna porque os seus timings de implementação podem não ser compatíveis com os timings anunciados para o processo de venda do Novo Banco”.

E por falar em Novo Banco, Mário Silva considerou que o BPI “deverá decidir sobre a apresentação da proposta não vinculativa” pela instituição liderada por Stock da Cunha.

Ainda assim, o responsável sublinhou que a postura do Santoro Finance é de “total abertura para acomodar os interesses de todas as partes intervenientes”. (noticiasaominuto.com)

DEIXE UMA RESPOSTA