Nasa descobre auroras intensas e enigmática nuvem de pó em Marte

(NASA)
 (NASA)
(NASA)

Washington, 18 Mar. – A sonda espacial MAVEN, que analisa a atmosfera superior do planeta Marte, detectou dois fenómenos insólitos: auroras intensas e uma nuvem de pó a grande altitude da qual se desconhece a origem.

A presença de pó em altitudes orbitais de entre 93 e 190 milhas (150 e 300 quilómetros) é “inesperada”, segundo explicou a agência espacial americana em uma nota.

“Se o pó se origina na atmosfera, isto sugere que desconhecemos um processo fundamental na atmosfera marciana”, afirmou a pesquisadora Laia Andersson, da Universidade do Colorado em Boulder.

O enigma deixado pelas nuvens de pó detectadas na terça-feira é que estão tão altas que nenhum processo atmosférico conhecido nesse planeta poderia produzi-las.

Por outro lado, o mais surpreendente da aurora detectada por MAVEN é a profundidade da atmosfera na qual ocorre, “muito maior que na Terra ou em qualquer outro lugar de Marte”, declarou Arnaud Stiepen, da Universidade do Colorado.

“Os electrões produzidos devem ser realmente energéticos”, acrescentou.

No mundo científico estas auroras foram baptizadas como “As luzes de Natal”, porque MAVEN as descobriu cinco dias antes do último dia 25 de Dezembro.

A sonda MAVEN foi lançada em 18 de Novembro de 2013 para resolver o mistério de como o planeta vermelho perdeu a maior parte de sua atmosfera e de sua massa de água.

O engenho espacial chegou a Marte no último dia 21 de Setembro e deve completar uma missão de um ano. (EFE)

 

DEIXE UMA RESPOSTA