MPLA/DIP CC: NOTA DE IMPRENSA SOBRE O PRIMEIRO DIA DA VISITA DO VICE-PRESIDENTE DO MPLA A CHINA

MPLA (MPLA)

O Bureau Político do Comité Central do MPLA enviou à Redacção do Portal de Angola uma nota de imprensa que abaixo reproduzimos na íntegra:

MPLA (MPLA)
MPLA (MPLA)

MPLA

DEPARTAMENTO DE INFORMAÇÃO E PROPAGANDA DO COMITÉ CENTRAL

NOTA DE IMPRENSA

SOBRE O PRIMEIRO DIA DA VISITA

DO VICE-PRESIDENTE DO MPLA A CHINA  

01 – As relações históricas entre Angola e a China foram fortificadas, nesta quinta-feira, dia 19 de Março de 2015, em Beijing, pelo Partido Comunista Chinês e pelo MPLA, que enviou uma delegação ao gigante asiático, encabeçada pelo seu vice-presidente, camarada Roberto de Almeida.

02 – O ponto mais alto da visita aconteceu no Palácio do Povo e no Departamento Internacional do Comité Central do PCC, durante encontros, em separado, orientados pelos dirigentes máximos daqueles organismos, com destaque para Liu Yunshan, membro do Comité Permanente do Bureau Político e do Secretariado do Comité Central do Partido Comunista Chinês e por Roberto de Almeida, vice-presidente do MPLA.  

03 – Durante os encontros, as partes fizeram uma retrospectiva da real situação dos respectivos partidos, que, em ambos os casos, suportam os governos nas duas Nações.

No campo político, o vice-presidente do MPLA destacou os grandes ganhos e desafios do Partido, que prepara o seu 7º Congresso Ordinário, a ter lugar no próximo ano.

Roberto de Almeida disse, aos seus interlocutores, que o 7º Congresso Ordinário do Partido deverá aprovar um novo Plano Nacional de Desenvolvimento de Angola, reiterar o MPLA como força dirigente da Nação angolana e traçar estratégias para as Eleições Gerais, aprazadas para o ano de 2017.

No plano económico, o dirigente angolano centrou a sua abordagem na diversificação da economia do país e incitou os empresários chineses para diversificarem, também, os seus negócios, em sectores não suficientemente explorados.

Para tal, o vice-presidente do MPLA apontou a agro-pecuária, a pesca, a exploração mineira, em particular os diamantes, o ferro, o manganês, o fosfato, entre outros minerais, como áreas que Angola gostaria de contar com a colaboração da República Popular da China.

 

04 – Em resposta, a parte chinesa destacou as principais reformas políticas em curso na China e prometeu encorajar os empresários do seu país para aprofundarem a cooperação com Angola, considerada como um exemplo em África, sendo um dos seus maiores parceiros e o seu segundo maior fornecedor de petróleo. 

05 – A segunda maior economia do Mundo participa na construção e reabilitação das principais infra-estruturas de Angola, como estradas, pontes, caminhos-de-ferro, instalações hospitalares e habitacionais e muitas outras obras de construção civil.

 

06 – Angola e China estabeleceram relações diplomáticas em 1983 e, desde essa data, a cooperação bilateral aumentou, particularmente após o fim da guerra, no ano de 2002. As trocas comerciais entre ambos os países atingiram mais de 37 mil milhões de dólares, em 2014.

 

07 – Nesta sua visita a República Popular da China, iniciada quarta-feira (18) e que se estende até 25 do mês corrente, o camarada Roberto de Almeida faz-se acompanhar pelos camaradas Jorge Dombolo, secretário do Bureau Político do MPLA para a Organização e Mobilização, Mário António, secretário do BP para a Informação, Ferreira Pinto, membro do Bureau Político e coordenador da Comissão de Disciplina e Auditoria (CDA) do Comité Central e João Ernesto dos Santos “Liberdade”, membro do Bureau Político e primeiro-secretário do Comité Provincial do Moxico.

Completam a delegação, os camaradas Meireles Patrocínio, membro do Comité Central do MPLA e director do Gabinete do vice-presidente do Partido e Pedro Chaves, membro do CC e director do Departamento de Relações Internacionais (DRI) do Comité Central.

MPLA – ANGOLA A CRESCER MAIS E A DISTRIBUIR MELHOR

PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

A LUTA CONTINUA

A VITÓRIA É CERTA.

Luanda, 19 de Março de 2015.

O DIP DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA.

DEIXE UMA RESPOSTA