MPLA reitera explicações sobre implementação dos Comités de Acção de Sector

MPLA (MPLA)
MPLA (MPLA)
MPLA (MPLA)

Os militantes do MPLA na municipalidade de Icolo e Bengo, em Luanda, foram reiteradamente informados no último fim de semana, sobre a criação e implementação da nova estrutura do Partido designada Comité de Acção de Sector (CAS).

Segundo a coordenadora do grupo de acompanhamento do Comité Municipal do MPLA nesta circunscrição, Catarina Beua, o referido órgão (CAS) servirá de instrumento de coordenação de todos os serviços políticos nos municípios, aldeias e povoações (base).

Catarina Beua esclareceu ainda que o CAS tem o papel de, para além de coordenar, concertar e harmonizar as actividades dos Comités de Acção de uma determinada circunscrição territorial, nomeadamente, bairros, povoações e aldeias.

Falando para militantes, amigos e simpatizantes do partido na sede municipal de Icolo e Bengo (Catete), disse, que o Comité de acção no âmbito da actividade política do partido constitui a estrutura fundamental de organização e mobilização da sua massa militante.

Entretanto, acrescentou, que enquanto não for revisto e aprovado o regulamento geral de organização e funcionamento das estruturas do MPLA e de base do partido houve a imediata necessidade de se implantar e dinamizar os Comités de Acção de Sector desta organização política.

Na sua alocução, aquela responsável, adiantou igualmente, que a decisão saiu da reunião do Bureau Político realizada a 9 de Fevereiro do ano em curso, sendo que, os Comités Municipais deverão balancear periodicamente todo processo ligada a implementação da respectiva criação do CAS.

A acção de implementação dos CAS decorre entre 1 de Março de 2015 e 1 de Março de 2016. Os Comités Municipais do MPLA são as entidades responsáveis pela implantação desta nova estrutura.

O Comité Municipal de Icolo e Bengo possui 22 mil 815 militantes, distribuídos em 210 comités de acção, enquanto a OMA tem enquadrado nas suas fileiras 11 mil 215 militantes, repartidos em 250 secções de base, sendo que a JMPLA, controla oito mil e 259 membros divididos em 100 organizações de base. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA