Moxico: Educação na comuna de Cangumbe necessita de 50 novos professores

Pormenor de uma sala de aulas (Foto: BARTOLOMEU DO NASCIMENTO)
Pormenor de uma sala de aulas (Foto: BARTOLOMEU DO NASCIMENTO)
Pormenor de uma sala de aulas (Foto: BARTOLOMEU DO NASCIMENTO)

Cinquenta novos professores do ensino primário e I ciclo do ensino secundário são necessários na comuna de Cangumbe (Moxico), para cobrir as necessidades de ensino e aprendizagem, anunciou o director comunal da educação, Raimundo Masseca.

O responsável, que falava à margem da inauguração de três novas escolas T-14, disse que a comuna conta com 63 professores, número insuficiente para responder às necessidades do sector.

As escolas inauguradas pela vice-governadora para área Político e Social, Adriana Sofia Cacuassa Bento, comportam, além de 14 salas de aulas cada, áreas administrativas, bibliotecas, salas para professores e de reuniões, assim como recintos de lazer.

No presente ano lectivo, o sector comunal de educação matriculou três mil e 15 alunos no ensino primário e I ciclo do ensino secundário.

Cangumbe é uma das três comunas do município sede (Moxico) e está situado a 102 quilómetros a Oeste da cidade do Luena, a capital da província do Moxico, ao longo do Caminho-de-ferro de Benguela (CFB).

Tem cinco mil e 600 habitantes (dados preliminares do Censo de 2014), na sua maioria camponesa. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA