Ministro da Defesa abre ano de preparação operativa, combativa e educativo -patriótica 2015/16

Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)
Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)
Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)

O ministro da Defesa, João Manuel Gonçalves Lourenço, procedeu hoje, segunda-feira, a abertura do ano de preparação operativa, combativa e educativo -patriótica 2015/16 das Forças Armadas Angolanas (FAA), na 101ª Brigada de Tanques, localizada na comuna da Funda, município de Cacuaco ao norte de Luanda.

Durante o discurso de abertura o governante disse que o acto representa o compromisso que as FAA assumem no começo de ano de instrução, ao longo do qual se actualizam e consolidam os conhecimentos que habilitam os militares a enfrentar desafios decorrentes da defesa da pátria, sempre que esta esteja perante a ameaça ou perigo.

Reconheceu ainda que, a preparação permanente das tropas dos pontos de vista operativo, combativo e educativo – patriótica, deve situar-se no topo das obrigações e preocupações dos comandos e das chefias militares a todos níveis.

Acrescentou ainda que, as FAA adquiriram uma longa experiência desde da sua criação graças a constante preparação que recebem para a garantia da integridade territorial da soberania e da independência nacional para que possam cumprir com êxito essa nobre missão e não obstante a conjuntura que os países produtores de petróleos vivem hoje.

“Após o desgaste e a destruição ocorridos ao longo dos anos do conflito armado, o estado angolano vem fazendo um esforço contínuo no reequipamento e modernização do armamento e técnica, acção que precisa ser acompanhada com o esforço de preparação combativa operativa e psicológica dos militares por forma a tirar maior e melhor rendimento dos meios postos a sua disposição para a defesa da pátria”, sustentou.

Reconheceu ainda que, o país é hoje um dos mais procurados por parceiros políticos e económicos, cujo quadro deriva da sua actual imagem no contexto nacional e internacional, graças aos esforços evidenciados na sua reconstrução e desenvolvimento sob a direcção do Presidente da Republica, José Eduardo dos Santos, e da vontade politica de todas forças da nação.

Contudo na óptica do ministro da defesa o verdadeiro fundamento desse pressuposto são as forças armadas angolanas que muito contribuem para a reconciliação e unidade nacional.

João Lourenço acrescentou que, Angola é um país que prima pela paz, democracia e desenvolvimento e assume um papel de destaque na SADC e em outras organizações regionais, defendendo esse posicionamento geoestratégico, junto da Assembleia Nacional das Nações Unidas e da União Africana, aberto aos esforços da paz na África Central e Austral, com destaque no Leste da RDC e da Região dos Grandes Lagos.

“Graças a sua experiência e protagonismo de Angola na solução pacifica dos conflitos cresceu o interesse da comunidade internacional sobre o pais que tem estado a receber destacados diplomatas políticos e agentes económicos para as consultas constantes ao chefe de estado angolano, José Eduardo dos Santos”, sustentou.

Sob o lema “Preparar para enfrentar os desafios do futuro” o ano de preparação operativa, combativa e educativo – patriótica do próximo ano de 2016/2017 será realizado pela Força Aérea de Angola que, hoje, segunda-feira, recebeu o testemunho do ramo do Exército.

Durante o acto desfilaram 16 blocos das tropas especiais, do Exército, da Marinha de Guerra e da Força Aérea, bem como esteve exposta a técnica militar visitada pelo Ministro da Defesa, João Lourenço.

Estiveram presentes ao acto, generais, almirantes, oficiais superiores, subalternos e praças, bem como adidos militares das embaixadas acreditadas no país e entidades da circunscrição do município de Cacuaco. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA