Manuel Alegre: “Em qualquer outro país teria havido demissão”

(DR)
(DR)
(DR)

“Em qualquer outro país democrático” a demissão do primeiro-ministro já teria sido concretizada, disse o socialista.

Manel Alegre considera que “Pedro Passos Coelho já deveria ter sido confrontado pelo PS, e pelos outros partidos de esquerda, perante a obrigação ética e política de se demitir” na sequência das polémicas dívidas à Segurança Social.

Em declarações ao Diário de Notícias, o histórico socialista diz-se “perplexo” com a forma como tem decorrido o debate público em torno da questão, particularmente na ala esquerda.

“Parece que Passos Coelho beneficia de uma absoluta impunidade política”, comentou Manuel Alegre, lembrando o caso de ministros que deixaram o Governo “por muito menos”, dando como exemplo António Vitorino.

Manuel Alegre acusou ainda Passos Coelho de pôr “em causa o princípio de inocência” ao referir-se indiretamente aos alegados crimes José Sócrates quando disse “nunca usei o meu cargo para enriquecer”. (noticiasaominuto.com)

1 COMENTÁRIO

  1. O Passos Coelho não mencionou o Sócrates nem ninguém, só falou no prprio, os do PS é que enfiaram a carapuça. Vejam o que o Mário Soares tinha´em nome dele quando andava a espezinhar a bandeira nacional em Paris e vejam o que tem agora… Ganhou o euromilhoes… Tudo gente séria… Tal como este pseudo poeta…

DEIXE UMA RESPOSTA