Manifestantes pediram demissão de Passos nas galerias do Parlamento

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)
(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)
(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

O início da resposta do primeiro-ministro ao líder da bancada do PS, Ferro Rodrigues, foi, esta quarta-feira, interrompido por protestos de pessoas das galerias, que exigiram a demissão de Pedro Passos Coelho.

“Demissão, demissão”, ouviu-se, com a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, a exigir que as forças de segurança retirassem os manifestantes das galerias.

Um incidente que interrompeu o debate quinzenal durante pouco mais de um minuto, quando Passos Coelho explicava a questão das dívidas à Segurança Social.

“Tal como disse em algumas ocasiões, não tenho nenhuma situação por regularizar, seja em matéria fiscal ou contributiva”, disse, numa declaração inicial de cerca de cinco minutos, na abertura do debate quinzenal no Parlamento, onde lamentou as suas ” falhas” nos pagamentos à Segurança Social. (jn.pt)

DEIXE UMA RESPOSTA