Malanje: Governador ausculta jovens e autoridades tradicionais de Cacuso

Norberto dos Santos “Kwata Kanawa” (dnangola.com)
Norberto dos Santos “Kwata Kanawa” (dnangola.com)
Norberto dos Santos “Kwata Kanawa” (dnangola.com)

O governador de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, reuniu hoje (sábado), com a juventude e as autoridades tradicionais do município de Cacuso, a 72 quilómetros a oeste da cidade capital da província.

O encontro visou ouvir dos próprios jovens e sobas sobre as suas preocupações, bem como sugestões para a resolução dos mesmos e de outras inquietações que comprometem o desenvolvimento do município e afligem a população.

Na ocasião, as autoridades tradicionais manifestaram preocupações relacionadas com a falta de transporte, registo civil, escolas do I e II ciclos de ensino, melhorias e pagamento regular dos subsídios, agências bancárias em algumas comunas, entre outros serviços indispensáveis à vida da sociedade.

A falta de energia e água, a melhoria das condições técnicas e materiais para o fomento da agricultura, das estradas, bem como dos sectores da saúde e educação e a admissão de mais efectivos da polícia nacional com vista a salvaguarda da integridade territorial do município, constam igualmente das inquietações dos sobas e regedores do município de Cacuso.

Por sua vez, a juventude de Cacuso clama por bibliotecas, centros juvenis e infantis, centros de formação profissional e politécnico, asfaltagem das vias de acesso de zonas estratégicas do município, sobretudo as secundarias e terciárias, bem como a implementação do ensino superior.

Pediram também a nomeação dos responsáveis do sector de educação e outros que funcionam há já algum tempo de forma interina.

Ao tomar da palavra, o governador Norberto dos Santos manifestou a intenção do governo de tudo fazer no sentido de a seu tempo resolver os problemas apresentados, o que passa pela participação dos próprios munícipes, uma vez que a preocupação não é apenas do governo.

Defendeu, para tal, a necessidade de diálogo constante com essas camadas juvenis, por parte do governo e da administração municipal, como via de identificação e resolução dos problemas.

A jornada de trabalho do governo em Cacuso serviu também para a constatação das obras em curso dos 200 fogos habitacionais inseridos no âmbito do programa nacional de urbanismo e habitação. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA