Kamalata Numa diz que draude eleitoral é golpe de Estado em Angola

General Abilio Kamalata Numa (AP)
General Abilio Kamalata Numa (AP)
General Abilio Kamalata Numa (AP)

O general e deputado da Unita Abílio Kamalata Numa apelou ao Governo angolano para garantir que as próximas eleições sejam justas.

Em conversa com a VOA à margem das jornadas parlamentares da Unita em Benguela, Kamalata Numa considerou que a fraude eleitoral é equivalente a um golpe de Estado avisando que o mesmo poderá ocorrer em 2017.

“Em democracia, o acesso ao poder é pela via do voto livre e justo e quando este poder é obtido de modo fraudulento é como se fosse um golpe de Estado não violento”, disse o deputado da Unita.

“Nunca tivemos eleições livres e justas em Angola”, disse o general que acrescentou que as eleições “têm sido ciclicamente fraudulentas e as pessoas queixam-se permanentemente”.

“Temos de lutar, o próprio executivo também tem de fazer tudo para que no futuro as eleições sejam justas”, concluiu Numa. (voa.com)

DEIXE UMA RESPOSTA