Jovens do Movimento Revolucionário vão apresentar queixa contra comandantes da polícia

Nito Alves, um dos detidos (VOA)
Nito Alves, um dos detidos (VOA)
Nito Alves, um dos detidos (VOA)

Foram detidos quando pediam a prisão dos generais que acusam Rafael Marques e a absolvição do jornalista e activista.

Os 10 jovens detidos ontem, 24, por se manifestarem nas ruas de Luanda enquanto decorria o julgamento do jornalista e activista Rafael Marques, foram colocados em liberdade por volta das 22 horas sem nenhuma acusação.

Eles pediam a condenação dos generais que acusam Marques de calúnia e a libertação do activista quando foram detidos. Nito Alves, que esteve detido várias vezes por críticas ao Presidente da República, é um dos detidos.

Os jovens que integram o denominado Movimento Revolucionário disseram que vão apresentar queixa contra o comandante da polícia João Kiala e o segundo comandante provincial Mateus André. (voa.com)

DEIXE UMA RESPOSTA