Isabel dos Santos é “uma negociadora feroz”

Isabel dos Santos (Foto: D.R.)
Isabel dos Santos (Foto: D.R.)
Isabel dos Santos
(Foto: D.R.)

É uma das maiores fortunas africanas. Tem negócios em Angola, Portugal e até na Suíça. Isabel dos Santos é um nome conhecido na banca, energia e telecomunicações em Portugal mas também tem uma posição numa marca de luxo de diamantes suíça.

O jornalista Filipe S. Fernandes levou vários meses a pesquisar a vida, mas sobretudo os negócios de Isabel dos Santos, com uma fortuna avaliada em 3,7 mil milhões de dólares, segundo a Forbes.

Tudo começou em novembro com um convite feito pela Casa das Letras, do grupo Leya, para escrever uma biografia sobre a empresária conhecida como “a princesa de Angola”, filha de José Eduardo dos Santos, presidente de Angola. O resultado vai estar nas livrarias na próxima semana: Isabel dos Santos – Segredos e Poder do Dinheiro.

Um subtítulo que Filipe S. Fernandes explica. É que mais do que uma biografia sobre Isabel dos Santos, o livro quer “dar um enfoque nos negócios, a uma tal dimensão que lhe dão poder e influência”, começa por explicar o antigo diretor-adjunto da Exame. E, por outro lado, tem como objetivo “tentar explicar que ela de facto vive e vibra negócios”.

“É a vida dela, não é só uma questão de ela ser filha do Presidente [de Angola] e ter acesso a dinheiro. Ela é uma mulher de negócios, ela negoceia, os bancos que lhe emprestam dinheiro sabem da capacidade negocial dela. Ela é uma negociadora feroz”, diz em declarações ao Dinheiro Vivo. “Foi isso que me foram dizendo algumas pessoas com quem falei. Houve muitas pessoas que não quiseram falar, mas houve outras que falaram. Obviamente que eu tinha consciência que há muito pouca gente que conhece a Isabel dos Santos”, acrescenta.

Para produzir a obra Filipe S. Fernandes não teve acesso a entrevistas realizadas especificamente para o efeito com a empresária angolana. Dos contactos com a equipa de Isabel dos Santos a indicação que foi passada é que isso não iria acontecer. Afinal, tem 40 anos e aos 40 anos ninguém tem biografias. Mas informação sobre as participações da empresária em diversos negócios foi confirmada junto da sua equipa, adianta Filipe S. Fernandes.

Isabel dos Santos – Segredos e Poder do Dinheiro resulta da pesquisa feita de livros, artigos e entrevistas concedidas pela empresária e percorre a entrada de Isabel dos Santos no mundo dos negócios, focando-se nas telecomunicações, banca e energia e as suas relações com empresários portugueses, como Américo Amorim.

Também fala das relações familiares e de proximidade com figuras do regime que a acompanham em alguns desses negócios, como é o caso da Unitel. “A proximidade ao poder em Angola facilita-lhes o negócio, isso é uma evidência”, diz Filipe S. Fernandes

As guerras com Amorim na Galp e no BIC, os conflitos com a PT em torno da posição na Unitel são também focadas no livro que chega até ao atual momento em que Isabel dos Santos está no centro da OPA da CaixaBank ao BPI e de uma eventual fusão com o Millenium bcp.

“Há duas áreas que ela tem na ideia: telecomunicações – onde não está sozinha, com a Sonangol e um grupo de generais entre os quais o General Dino – onde tem uma estratégia internacional de negócio; e da área financeira”, diz Filipe S. Fernandes. “Ela tem uma ideia para o BPI. Esta fusão com o Millennium bcp não é extemporânea. É algo que iria propor daqui a um ano, 1,5 anos”, acredita.

E um terceiro: a energia, com a eventual compra da Efacec. “E há interesses da parte dela em assumir esses ativos. Um dos problemas em Angola é do da energia e há muito know-how que Efacec tem que Angola precisa”, continua o autor.

O livro também dá a conhecer um negócio menos conhecido de Isabel dos Santos: o dos diamantes. Isabel dos Santos é dona – com o marido, Sindika Dokolo, e a empresa pública de diamantes de Angola Endiama/Sodiam, através da Victoria Holdings – de 75% da De Grisogono. “Esse é um negócio importante para ela, mas não é o principal negócio. Revela é a entrada de um país como Angola numa marca de luxo, porque essa marca é mesmo de topo. E aparentemente os negócios estão a correr bem”, descreve.

Alexandre Soares dos Santos, Fortunas & Negócios – Empresários do Século XX, Organizem-se! A Gestão Segundo Pessoa, À Minha Maneira – Como Salazar Resolveu o Grande Escândalo Financeiro do Estado Novo são algumas das obras de Filipe S. Fernandes. (dinheirovivo.pt)

DEIXE UMA RESPOSTA