Huila: Médico defende diagnóstico precoce no combate ao cancro da mama

Maternidade do Lubango (Angop/Arquivo)
Maternidade do Lubango (Angop/Arquivo)
Maternidade do Lubango (Angop/Arquivo)

O médico especialista em ginecologia e obstetrícia da Maternidade Central do Lubango “Irene Neto” Daniel Munene defendeu hoje, sexta-feira, nesta cidade, província da Huíla, o diagnóstico precoce do cancro da mama como uma saída eficaz para o seu tratamento.

O médico, que dissertava durante uma palestra dirigida a mulheres afectas a Organização da Mulher Angolana, no âmbito da jornada Março-Mulher, explicou que quanto mais cedo se detectar a doença, mais chance de curar ela tem.

Explicou que quanto à estratégia metodológica, o programa mais eficaz para reduzir casos é o diagnóstico precoce, por isso o estudo clínico periódico e o estudo mamográfico são pontos importantes para a descoberta atempada da doença.

O médico apontou como factores de risco para o desenvolvimento da doença, a actividade sexual precoce, a idade e antecedentes familiares de cancro da mama.

Daniel Munene salientou que o cancro da mana constitui um problema de saúde pública, que envolve grandes somas de dinheiro em pesquisa, diagnóstico e tratamento.

Reafirmou ainda que o cancro da mama não é uma exclusividade da mulher, os homens também podem contrair este mal, a diferença é que devido ao facto da mulher ter um tecido mamário mais avolumado, é mais propensa.

“As mulheres produzem determinados hormônios que a glândula mamária como receptiva, permite que haja o desenvolvimento e proliferação do cancro da mama”, concluiu. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA