Huíla: Malária causa 649 mortes em doze meses

(DR)
(DR)
(DR)

As autoridades sanitárias da província da Huíla registaram em 2014, 649 óbitos por malária, mais 498 em relação a igual período anterior, de um universo de 159 mil e 993 casos diagnosticados.

Segundo um relatório do Departamento Provincial de Saúde Pública e Controlo de Endemias a que Angop teve hoje, segunda-feira, acesso, no Lubango, esta patologia continua a ser a principal causa de mortalidade na Huíla, correspondendo a 33 porcento durante o período em referência.

Neste mesmo período foram igualmente registados 13 mil e 526 casos de Doenças Diarreicas Agudas, 20 mil e 220 Respiratórias Agudas, dois mil e 491 Febres Tifoide, quatro mil e 655 Infecções de Transmissão Sexual, mil e 404 Shistosomiase, mil e 369 sarampo e mil e 500 Tuberculose.

As autoridades sanitárias registaram ainda mil e 453 casos de cólera, mil e 733 Vih-Sida, 11 lepras, 47 hepatites, entre outras doenças.

Em 2013 o Departamento de Saúde Pública registou a ocorrência de 151 óbitos de malária. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA