FMI: Christine Lagarde prevé boas notícias para economias avançadas

(Foto de TOBIAS SCHWARZ/AFP)
(Foto de TOBIAS SCHWARZ/AFP)
(Foto de TOBIAS SCHWARZ/AFP)

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional Christine Lagarde disse nesta quarta-feira que as economias desenvolvidas devem ter “melhores notícias” graças ao petróleo mais barato, ao câmbio e à queda das taxas de juros, que estimulam os investimentos.

“Pela primeira vez em muito tempo há, claramente, melhores notícias no horizonte das economias avançadas”, afirmou Lagarde em Berlim.

“Vemos claramente a recuperação da economia dos Estados Unidos, uma melhora e bom crescimento económico no Reino Unido e a zona do euro também está se reerguendo”, disse Lagarde em colectiva de imprensa.

Sobre a zona do euro, Lagarde disse: “Tivemos um bom resultado, melhor do que o esperado, durante o quarto trimestre”. Para ela, há sinais de que “o crescimento europeu será melhor do que o previsto”.

A recuperação das economias dos países centrais contrasta, contudo, com “o crescimento abaixo do esperado das economias emergentes. É o caso da China e certamente o da Rússia”, complementou.

Largarde explicou que o baixo preço do petróleo tem diferentes impactos em cada país, mas que o FMI considera que “no geral é positivo para a economia global”.

Do mesmo modo, a diretora-gerente do FMI lembrou que as economias também serão beneficiadas pelo “baixo custo do financiamento”, em razão das baixas taxas de juros.

Lagarde alertou ainda sobre “os riscos no futuro”, apontando instabilidades geopolíticas, que incluem a crise da Ucrânia e a divergência de políticas monetárias implementadas pelas grandes economias do mundo.

“Podemos esperar a volta de uma política monetária tradicional pelo Fed, e, ao mesmo tempo, a renovada política monetária do Japão e do Banco Central Europeu”, observou. (afp.com)

DEIXE UMA RESPOSTA