Estadista angolano diz que independência da Namíbia foi sacrifício enorme

Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos em Windhoek (Foto: Pedro Parente)
Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos em Windhoek (Foto: Pedro Parente)
Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos em Windhoek (Foto: Pedro Parente)

O Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, afirmou hoje, em Windhoek, capital da Namíbia, que a conquista da Independência deste país “foi um sacrifíco enorme” mas que valeu a pena, diante dos “enormes progressos” constatados.

Numa referência aos ganhos da independência da Namíbia, José Eduardo dos Santos destacou o papel desempenhado por Sam Nujoma, considerado “pai da independência namibiana” e o apoio que este recebeu do seu antigo companheiro de luta de então, o falecido primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto.

Chefe de Estado angolano falava no aeroporto, logo após a sua chegada à capital da Namíbia, para uma visita oficial, a convite das autoridades deste país, onde vai assistir à cerimónia que marca o 25º aniversário da independência e à tomada de posse do novo presidente Hage Geingob, fruto das eleições realizadas recentemente.

“Quero desejar ao povo namibiano muitos êxitos e ao novo presidente eleito. Também assegurar-lhe que Angola estará sempre presente, e eu comprometo-me a continuar a trabalhar com ele para o estreitamento das relações de amizade entre os dois países”, declarou o estadista angolano.

Para estas cerimónias, segundo a imprensa local, foram convidados mais de 20 chefes de estados ou de governos dos países membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), bem como outros convidados.

O candidato da SWAPO, partido no poder na Namíbia, Hage Geingob, que sucederá o actual Chefe de Estado namibiano, Hifikepunye Pohamba, foi declarado vencedor do escrutínio presidencial com 772 mil e 528 votos, correspondentes a 77,16 % dos votos, de acordo com os resultados oficiais anunciados pela Comissão Nacional Eleitoral (ENC). (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA