Cuanza Norte: Aberto XXV Conselho Consultivo do Ministério da Saúde

José Van-Dúnem, Ministro da Saúde (Foto: Angop)
José Van-Dúnem, Ministro da Saúde (Foto: Angop)
José Van-Dúnem, Ministro da Saúde (Foto: Angop)

O ministro da Saúde, José Van-Dúnem, procedeu no princípio da noite deste domingo, em Ndalatando, capital do Cuanza Norte, à abertura dos trabalhos do XXV Conselho Consultivo do sector, em cerimónia presenciada pelo vice-governador da província, José Alberto Quipungo.

Na ocasião, o ministro José Van-Dúnem lembrou os desafios do sector face a actual conjuntura económica do país, traduzida pela crise internacional do preço do barril do petróleo, principal fonte de receitas do país.

Fez, no entanto, notar que os constrangimentos esperados com a actual conjuntura económica em nada impedirão para a execução das acções conducentes à garantia dos cuidados primários de saúde às populações.

O titular do sector da Saúde fez lembrar as linhas mestras de orientação da actividade sectorial e enumerou os avanços alcançados em 2014, em que citou o contínuo recuo da incidência da poliomielite no país.

Exprimiu preocupação face ao recrudescimento de doenças infecto-contagiosas, entre elas a lepra, e face à prevalência da tuberculose, para além do aumento em todo o país dos casos de traumatismos, sobretudo por acidentes de viação que, como disse, passaram a ser a segunda causa da mortalidade, depois da malária.

Por seu turno, o vice-governador José Alberto Quipungo exprimiu a satisfação das autoridades locais pela escolha da região como palco dos trabalhos do encontro, tendo augurado que o espírito de acolhimento da província inspire os participantes para debates acertados na procura dos caminhos para uma saúde cada vez melhor.

Sob o lema: “40 anos de independência, 40 anos de Serviço Nacional da Saúde”, o XXV Conselho Consultivo do Ministério decorre sob o signo de uma “Melhor gestão para garantir a sustentabilidade do serviço nacional da saúde”.

Nos próximos dois dias os participantes, entre eles o Secretário de Estado do pelouro, Carlos Alberto Masseca, reflectirão sobre várias abordagens, mormente o plano de acção para a prossecução dos objectivos e metas para o sector, à luz do Orçamento Geral do Estado (OGE) revisto, para o ano 2015.

A análise dos planos de acção para 2015 dos órgãos executivos centrais e de apoio, dos programas de saúde pública e de assistência hospitalar de referência nacional à luz do Programa Nacional de Desenvolvimento Sanitário 2012/2025 e do OGE revisto, para 2015, constam igualmente dos objectivos do conselho consultivo.

O evento tem as discussões repartidas em quatro painéis, com destaque para os planos de acção do Ministério da Saúde para 2015, de assistência hospitalar de referência, dos institutos de saúde e das direcções provinciais.

O conselho consultivo que reúne responsáveis do sector da saúde de nível central e de todas as províncias do país vai ainda inserir um ponto de informação sobre o inquérito combinado de indicadores múltiplos de saúde e do programa nacional de controlo do câncer.

Os participantes balancearão os 40 anos do serviço nacional de saúde e falarão dos novos instrumentos orientadores dos actos inspectivos da saúde, da situação das carreiras e dos técnicos de diagnóstico e terapêutica, a par da situação da tuberculose no país.

Directores nacionais do ministério, representantes do Sistema das Nações Unidas e de agências de cooperação bilateral tomam ainda parte dos trabalhos.

Cuanza Norte é uma província cuja sede situa-se a 190 quilómetros de Luanda (capital do país). Compreende uma extensão territorial de 20.252 quilómetros quadrados que integram 10 municípios e 31 comunas, habitados por uma população de 427 mil e 971 habitantes, segundo dados provisórios do censo geral da população e da habitação de 2014. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA