Cinquenta milhões de dólares é o valor do protocolo entre o BPC e Ministério do Comércio

(ANGOP)
(ANGOP)
(ANGOP)

O Banco de Poupança e Crédito (BPC) e o Ministério do Comércio assinaram hoje (quinta-feira), em Luanda, um protocolo de cooperação no âmbito do Programa de Aquisição de Produtos Agro-pecuário (Papagro), avaliado em cinquenta milhões de dólares.

O protocolo que surge na sequência de um acordo rubricado em 2013, prevê a criação de estruturas bancárias nas zonas de comercialização dos produtos dos camponeses e comerciantes que trabalham na zona rural.

Segundo o presidente do Conselho de Administração do BPC, Paixão Júnior, o acordo visa facilitar a comercialização entre o produtor e o comprador, tendo um balcão próximo dos lugares onde existir um centro de vendas do Papagro.

O BPC vai operar os financiamentos do programa para que qualquer agente económico rural possa começar a sua actividade.

“Estamos felizes por assinar esse protocolo e queremos dizer que temos quase todas as condições criadas para continuarmos a trabalhar com o Ministério do Comércio, na sequência do protocolo já assinado a dois anos”, disse.

Por sua vez, a ministra do Comércio Rosa Pacavira garantiu ser uma vantagem para o ministério trabalhar com o BPC porque também estão interessados na redução da fome e da pobreza em Angola e esse protocolo vai fazer com que arranque imediatamente o financiamento.

“ Cada município tem a partir de agora verbas para que o banco possa trabalhar como intermediário financeiro que vai de um milhão de kwanzas a 15 milhões de kwanzas trimestralmente para quem vai operar no campo”, disse a ministra.

A ministra acrescentou que cada província poderá identificar as suas micro pequenas empresas para atuar na actividade de logística e distribuição porque poderão ter o apoio das cooperativas e ajudar o camponês a tirar os seus produtos e chegar ao consumidor ainda fresco. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA