Centro Cultural Kilamba abre o ano com homenagem ao músico Calabeto

Músico Calabeto (Foto: arquivo/Alberto Julião)
Músico Calabeto  (Foto: arquivo/Alberto Julião)
Músico Calabeto (Foto: arquivo/Alberto Julião)

A homenagem ao músico Calabeto marca neste domingo (5 de Abril) a abertura anual do programa Musongué da Tradição, uma iniciativa do Centro Cultural e Recreativo Kilamba.

De acordo com o responsável do espaço, Estêvão Costa, esta homenagem insere-se no programa festivo dos 70 anos de idade do artista a serem celebrados no dia 3 de Abril.

“Para além de assinalarmos o seu aniversário, vamos também marcar o momento como uma acção de resgate, valorização e preservação da música angolana de raiz”, adiantou o responsável em declarações à Angop.

Para esta jornada, de acordo com a fonte, estão convocados os músicos Dom Caetano, Augusto Chacaia, Robertinho e Eddy Tussa, bem como a Banda Movimento.

Estêvão Costa avançou que após o processo de obras a que a casa foi submetida, razão pela qual só reabre a 5 de Maio, estão a ser preparados programas especiais, com guiões diferentes para o ano em curso, correspondendo, desta forma, aos anseios dos frequentadores do espaço e maior valorização dos artistas.

O homenageado

António Miguel Manuel Francisco “Calabeto”, nascido em Luanda, a 3 de Abril de 1945, iniciou a sua actividade na Missão Evangélica, fazendo parte do coro daquela congregação religiosa.

Em 1958, fundou a Turma Rio de Janeiro. Com uma carreira iniciada na década de 1950, Calabeto possui um repertório no qual se destacam vários temas de sucesso, como “Nzambi”, “Ngolo Yami”, “Avante o Poder Popular”, “Tussocana Kiebi”, “Camarada Presidente”, “Nguami Maka”, “A Vitória é Certa”, “Ngui dia ngui nua” e “Divórcio”.

Tem no mercado o CD “Kamba Dyami” e a participação no projecto “Geração do Semba” (volumes 1 e 2).

Musongué da Tradição

É um programa criado em Fevereiro de 2007, com vista a divulgar e valorizar a música angolana produzida nos anos 60, 70 e 80, tendo como primeiros convidados, Os Jovens do Prenda e os artistas Zecax, Dom Caetano e Proletário.

O evento faz parte da grelha de programas do Centro Recreativo e Cultural Kilamba, antigo Maria das Escrequenhas, que inclui o “Farrar ao Antigamente” e “Show à Sexta- Feira”. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA