Bié: Governo continua a dar prioridade aos problemas da criança

Álvaro Manuel de Boavida Neto - Governador do Bié (Foto: Bartolomeu do Nascimento) )
Álvaro Manuel de Boavida Neto - Governador do Bié (Foto: Bartolomeu do Nascimento)
Álvaro Manuel de Boavida Neto – Governador do Bié (Foto: Bartolomeu do Nascimento) )

O governador do Bié, Boavida Neto, disse hoje, segunda-feira, na cidade do Cuito, que na realização dos seus programas o governo da província tem vindo a implementar estratégias concretas que visam assegurar efectivamente os 11 compromissos da criança.

Falando durante o pré – fórum provincial da criança, o governador sublinhou que de 2013 a 2014, apesar dos constrangimentos e outros factores, a província registou progressos significativos nos domínios social e de infra-estruturas com o aumento e extensão de serviços a favor da criança em todos os municípios.

No domínio do sector da educação disse o governante, a província teve resultados positivos, salientando que em 2012 a província contava com três mil 416 salas de aula, para um universo de 548 mil 697 alunos, enquanto no ano lectivo passado (2014) registou-se um aumento de quatro mil 603 salas de aula para absorver um total de 567 mil 385 formandos.

Com vista a melhorar cada vez mais a atenção à criança, o governo da província continua com o programa da construção de mais de 400 novas salas de aula a nível dos municípios, sublinhando que além de propiciar comodidade dos pequenos, vai colaborar na sua aprendizagem.

No domínio de espaço de assistência e lazer da criança, Boavida Neto reconheceu que a província continua a necessitar de mais investimentos, tendo salientando que apenas existem 10 Centros Infantis Comunitários e Centros de Educação Comunitária (CIC-CEC), dos quais quatro de iniciativa privada com apoio técnico do Governo.

Estes e outros projectos, no entender do governante, estão a ser concretizados com a finalidade de garantir cada vez mais o bem-estar da criança, influenciando deste modo um desenvolvimento físico, psicológico e emocional dos pequenos, a nível da província.

A realização do pré-fórum provincial da criança serve de antecâmara para a preparação do sétimo fórum nacional da criança, e visa essencialmente avaliar o grau de cumprimento dos 11 compromissos na região, analisar e sugerir a elaboração das acções e perspectivas para operacionalização da lei 25/12.

Os participantes no encontro analisam ainda os constrangimentos na implementação dos 11 compromissos na província, bem como reflectir sobre os mecanismos de protecção e defesa dos direitos da criança com base nos instrumentos jurídicos nacionais e internacionais. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA