Benguela: Reassentadas 110 famílias vitimas da chuva

Marinela Sendala, Directora provincial da Assistência e Reinserção Social (Foto: Miguel Arcanjo)
Marinela Sendala, Directora provincial da Assistência e Reinserção Social (Foto: Miguel Arcanjo)
Marinela Sendala, Directora provincial da Assistência e Reinserção Social (Foto: Miguel Arcanjo)

Pelo menos 110 famílias, das 1.760 desalojadas pela chuva do dia 11 de Março nos municípios do Lobito e Catumbela, foram já reassentadas quarta-feira, no centro de acolhimento do Kamoringue, 14 quilómetros da cidade ferro-portuária, constatou a Angop no local.

A directora provincial da Reinserção Social, Marinela Sendala, explicou que deste número 50 famílias reassentadas são do Lobito e 65 do município da Catumbela e começaram já a receber da comissão provincial de protecção civil apoios alimentares e outros bens.

Afirmou que, o processo será contínuo até serem alojadas todas as famílias afectadas pela chuva e que perderam as casas e seus haveres, cujas tendas montadas foram erguidas pelo serviço de protecção civil e bombeiros e pelos escuteiros.

No local, homens e máquinas desdobram-se para que o acampamento dos sinistrados possa ter condições de habitabilidade, tendo sido já construído uma escola provisória de seis salas de aula, unidade sanitária, canalização de água potável, assim como instalada energia eléctrica.

Os trabalhos de limpeza nas valas de drenagem estão a ser desenvolvidos pelos órgãos de defesa e segurança: Forças Armadas, Polícia Nacional, Bombeiros, entre outras similares. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA