Angola quer receber 4,7 milhões de turistas até 2020

Nova marginal de Luanda (Foto: D.R.)
Nova marginal de Luanda (Foto: D.R.)
Nova marginal de Luanda
(Foto: D.R.)

Angola quer receber até 2020 cerca de 4,7 milhões de turistas estrangeiros. A informação foi reforçada pelo Instituto de Fomento Turístico de Angola (INFOTUR) durante a Feira Internacional de Berlim, na capital alemã. Uma meta que prevê a criação de um milhão de postos de trabalho directos e indirectos, segundo o mesmo organismo.

Para o INFOTUR, “o património cultural, o desporto, o sol, o mar e a natureza estão presentes em Angola como componentes fundamentais para as economias de escala e investimento no campo turístico”, mas estimular o turismo interno passa também pelas prioridades do organismo, assim como “captar parcerias internacionais, potenciar a oferta turística e hoteleira, assim como dinamizar as agências de viagens e promover as riquezas naturais”.

Segundo o referido Instituto, o sector turístico em Angola é e deve ser encarado como actividade transversal, sendo uma das mais complexas cadeias de valor da economia do país, permitindo também apostar na criação das ferramentas necessárias à organização e desenvolvimento da área.

O Plano Director do Turismo contempla a criação de três pólos de desenvolvimento turístico (Calandula, Cabo Ledo e Bacia do Okavango), que levou a que o turismo do país assinalasse um desenvolvimento considerável, tendo, em 2010, sido registado um crescimento de 16,1% nas chegadas de turistas.

Na perspectiva do desenvolvimento turístico, o PDT apresenta uma estratégia de captação de mercados que assenta em três fases, abarcando o “turismo doméstico” (fase 1); mercados da África Austral (fase 2) e, na fase 3, os mercados europeus e globais (entre 2015 a 2020). (expansao.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA