Angola e Congo devem ter relações de proximidade – Director para África das Relações Exteriores

Joaquim do Espirito Santos - Director do Mirex p África e Médio Oriente (Foto: Clemente Santos)
Joaquim do Espirito Santos - Director do Mirex p África e Médio Oriente (Foto: Clemente Santos)
Joaquim do Espirito Santos – Director do Mirex p África e Médio Oriente (Foto: Clemente Santos)

As relações de cooperação entre Angola e o Congo devem ser mantidas e ser de proximidade, com vista a afinar a colaboração entre os dois países vizinhos, afirmou hoje (segunda-feira), em Luanda, o Director para África e Médio Oriente do Ministério das Relações Exteriores (Mirex), Joaquim do Espírito Santos.

O diplomata angolano defendeu tal posição, em declarações à imprensa, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, a margem da recepção do Presidente Denis Sassou N’guesso, que cumpre visita de trabalho de três dias ao país.

“O Congo é um país vizinho, com o qual devemos manter relações de proximidade e afinar as relações de cooperação”, disse o diplomata.

Joaquim do Espírito Santos referiu ainda que a visita acontece num momento particular, visto que foi antecedida a realização da Sétima Sessão da Comissão Mista, que balanceou a cooperação e preparou os acordos a serem assinados terça-feira em Luanda entre os dois países.

Segundo o director, serão assinados sete acordos, “o que significa, efectivamente, boas relações e, a cooperação, pode beneficiar dessas excelentes relações políticas entre os dois Estados”, acrescentou.

No quadro da visita, anunciou o responsável, o Presidente Dennis Sassou Nguesso desloca-se a Benguela, onde vai visitar importantes infra-estruturas económicas do Corredor do Lobito, tais como o Caminho de Ferro de Benguela (CFB) e o Porto do Lobito, assim como vai proceder a entrega de donativo aos sinistrados das cheias daquela província.

Angola e o Congo vão revitalizar os acordos existentes, com vista a dar um novo impulso aos mesmos. Ambos os Estados partilham fronteira e são membros da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), do Golfo da Guiné e da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

Os dois países mantêm excelentes relações de cooperação bilateral em vários domínios, entre os quais o da Defesa e Segurança, Transportes, Petróleos, Comércio, Turismo e Hotelaria, Ambiente, entre outros sectores. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA