Angola crescerá “mais devagar” para a Inapa

José Morgado, INAPA. (Foto: D.R.)
José Morgado, INAPA. (Foto: D.R.)
José Morgado, INAPA.
(Foto: D.R.)

Mercado angolano, onde a Inapa tem operação de distribuição de papel há cinco anos, não é para ser uma operação “big bang”, reconhece José Morgado, CEO da Inapa.

“Não obstante a revisão do Orçamento do Estado angolano para 2015, fruto da revisão em baixa das receitas petrolíferas, o que está previsto é um crescimento de 4% da economia, o que “não é despiciendo”, afirma José Morgado, presidente da comissão executiva do grupo INAPA.

Desde Outubro de 2009 que a Inapa opera no mercado angolano, onde opera sobretudo na área da distribuição de papel. Em declarações ao Negócios, José Morgado defende que há sectores mais afectados pela evolução do investimento público em Angola e que mantém as perspectivas, que continuam a ser “positivas”, ainda que prudentes, de crescer naquele mercado africano.

Poderá é ser “mais devagar”, assume, mas em ritmo sustentado. Até porque, acredita, o crescimento da Inapa nunca teve para assumir um formato “big bang” em Angola, acrescenta.

A Inapa apresentou esta quinta-feira, 19 de Março, as contas de 2014 ao mercado, após o fecho da sessão. Lucrou mais 63%, para 2,1 milhões de euros, e melhorou as vendas consolidadas em 2% no período, face a 2013, para 909,5 milhões de euros. (jornaldenegocios.pt)

 

DEIXE UMA RESPOSTA