Adaptados regressam ao país com ouro na bagagem

José Chamoleia regressa de Túnis com duas medalhas de ouro (Foto: Henri Celso)
José Chamoleia regressa de Túnis com duas medalhas de ouro (Foto: Henri Celso)
José Chamoleia regressa de Túnis com duas medalhas de ouro (Foto: Henri Celso)

Com nove atletas na “bagagem”, três das quais de ouro, a selecção nacional de atletismo para deficientes regressou esta manhã da Tunísia, onde de 23 a 26 deste mês competiu no meeting internacional de Túnis.

José Chamoleia, da província do Huambo (classe T11- deficiente visual), conquistou duas medalhas de ouro nos 200 e 400 metros e outra de prata nos 100, enquanto Esperança Gicaso, de Luanda (T11), obteve uma de ouro nos 100 metros, prata nos 200 e bronze nos 400.

Fernando Simão, atleta da província de Malanje (T11), conquistou duas medalhas de prata nos 200 e 400 metros, já Alberto Lussasse, deficiente motor-T46, do Bié, conseguiu o bronze nos 800 metros.

Representaram ainda o combinado nacional, cuja média de idade é 20 anos, a visual Befilia Buiyo (Bié – T11) e Alcides Festo (Huambo), António Rock (Namibe) e Laureta Cassinda (Huambo), todos da classe T54 – sequelas de poliomielite, lesões medulares e amputações.

Trata-se da quarta participação de Angola no evento, qualificativo aos jogos paralímpicos. Nas três anteriores edições, designadamente em 2008, 2010 e 2012, José Sayovo (T11) foi o atleta nacional mais medalhado, com quatro de ouro e cinco de prata. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA