Ler Agora:
PJ caboverdena tem novo patrão
Artigo completo 2 minutos de leitura

PJ caboverdena tem novo patrão

Agente da Policia Judiciária caboverdeana, com a devida vénia do jornal a Nação. (DR)

Agente da Policia Judiciária caboverdeana, com a devida vénia do jornal a Nação.
(DR)

O novo Director da Polícia Judiciária, em Cabo Verde, promete combate sem trégua, ao crime organizado, e pede apoio de toda a sua equipa, mas também, de instituições do governo.

O magistrado cabo-verdeano, do Ministério Público, Patrício Varela, é o novo Director Nacional da PJ, Polícia Judiciária, de Cabo Verde, empossado, nas suas funções, esta sexta-feira, 6 de Fevereiro.

Em declarações à imprensa cabo-verdeana, Patrício Varela, declarou-se determinado e a tudo fazer, em coordenação, com todos os seus agentes e administrativos da PJ, mas também, da segurança nacional  e com o apoio do Governo, a combater o crime e a criminalidade organizada e  a insegurança, que aumentaram exponencialmente,  nos últimos tempos, em Cabo Verde.

“Nós sabemos que, actualmente, Cabo Verde, passa por uma fase, muito difícil; têm acontecido factos, que desautorizam a autoridade do Estado, de modo que, é minha determinação, de tudo fazer, juntamente, com o pessoal, da Polícia Judiciária, para desenvolver acções concretas, que levem, ao combate firme, desse fenómeno, aqui em Cabo Verde.”

De notar, que a tomada de posse, do novo Director da PJ cabo-verdeana, coincide, com o anúncio, de uma greve de funcionários, do mesmo organismo policial, marcada, para a próxima, quarta-feira, 11 de Fevereiro, reclamando, o cumprimento de um acordo, assinado com o governo, em Novembro passado, e que tem a ver com reivindicações salariais e melhoria das condições de trabalho.

No entanto, o novo patrão da PJ, Patrício Varela, entende as reivindicações dos seus agentes e funcionários, dizendo, que “são justas  e legais e que, juntamente,  com a Ministra da Justiça, para vermos, quais as melhores vias, para  solucionar, um conjunto, de reivindicação, que o pessoal da Judiciária, reclama.” (rfi.fr)

por Odair Santos

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »