Ler Agora:
OPA dos espanhóis abre a porta a consolidação em Angola
Artigo completo 2 minutos de leitura

OPA dos espanhóis abre a porta a consolidação em Angola

Isabel dos Santos (Foto: D.R.)

Isabel dos Santos
(Foto: D.R.)

Angola tem sido um mercado importante para os grupos bancários portugueses com presença naquele país, tendo uma importante contribuição para os resultados consolidados em Portugal.

A explicação para o facto de estar em contra-ciclo com Portugal deve-se a este ser um mercado ainda expansão. É por isso natural que o número de balcões, trabalhadores, depósitos e até concessão de crédito esteja em crescimento. E esta é uma tendência que deverá manter-se nos próximos tempos.

“O sector bancário angolano ainda tem muita margem para crescer, nas suas várias dimensões, embora com desafios para ultrapassar ao longo dos próximos tempos”, revelou a análise ao sector bancário angolano, um estudo realizado pela KPMG, no final de 2014.

Entre os grupos nacionais presentes em Angola estão o BPI, que controla com 50,1% o Banco Fomento Angola (BFA), o BCP tem 50,1% do Millennium Angola. A Caixa Geral de Depósitos e Santander Totta têm joint-venture que detém 51% do Banco Caixa Totta Angola.

Num mercado onde os grupos portugueses assumem algum destaque, há claramente um momento antes e depois do colapso do BES – que controlava 51,9% do BESA. E tudo poderá ainda mudar se houver uma fusão entre o BFA e o BIC – instituições financeira que têm em comum Isabel dos Santos (ler texto ao lado). E é assim que, no mercado, se acredita que a OPA do CaixaBank possa abrir a porta também à consolidação em Angola.

Atualmente, o maior banco angolano por ativos é o Banco Angolano de Investimento (BAI), seguido do Banco de Poupança e Crédito (BPC). O B FA ocupa a terceira posição com uma quota de mercado de 13%. Já o BIC surge na quarta posição com uma quota de 11%. A fusão entre estes dois último resultaria num banco com uma quota de 24%, claramente acima dos quase 16% do BAI. No entanto, seria natural que uma fusão entre dois dos principais players angolanos levasse também a alguns ajustamentos na estrutura. (dinheirovivo.pt)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.