Ler Agora:
O show de Waldemar Bastos em Los Angeles
Artigo completo 3 minutos de leitura

O show de Waldemar Bastos em Los Angeles

 

Waldemar Bastos no Aratani Japan America Theather, com alguns músicos e amigos. (Foto Mauro Monteiro)

Waldemar Bastos no Aratani Japan America Theather, com alguns músicos e amigos.
(Foto Mauro Monteiro)

“Poucos artistas de qualquer nação criaram uma declaração tão apaixonada e humana em questões políticas como Waldemar Bastos. Ele é amado na sua terra natal, Angola,  pela persistência, sobrevivência como antigo preso político,  para criar a peça  “Sofrimento”, que fala sobre a luta pela justiça e paz em Angola. A procura pelas suas mensagens pessoais e sinceras, motivou o  concerto, onde explorou estilos musicais de todo o continente Africano. O seu enorme talento musical, voz sensual e soulful e  a sua presença em palco fizeram-no ganhar uma posição única no cenário da música mundial” (jaccc.org)

O músico Waldemar Bastos participou no fim-de-semana no Festival de Sacred World Music, que teve lugar no Aratani Japan America Theater, em Los Angeles, Califórnia.
O Festival de Sacred World Music é um evento musical conceituado que ocupa dezenas de palcos da cidade de Los Angeles.

Com o CD “Clássicos da Minha Alma”, uma obra recheada de encantos, na poderosa voz e nas belíssimas composições do músico angolano, que se faz acompanhar da sua guitarra acústica, Waldemar Bastos ofereceu emoções com uma música angolana de raiz, mas que o artista procurou fazer universal.

Com casa cheia e a comunidade angolana representada, em “Clássicos da Minha Alma” Waldemar Bastos proporcionou aos espectadores clássicos angolanos transformados em blues, jazz e outros estilos como o semba, o samba e o fado.

Waldemar Bastos, com Dereck Sakamoto, à esquerda e Mitchel Long à direita. (Foto: D.R.)

Waldemar Bastos, com Dereck Sakamoto, à esquerda e Mitchel Long à direita.
(Foto: D.R.)

Waldemar Bastos, juntamente com uma equipa de músicos, difundiu mensagens profundas para uma sala completamente cheia, no concerto realizado no centro da cidade de Los Angeles.

Judy Mitoma, professor da Universidade da Califórnia em Los Angeles e o produtor americano de concertos da Aratani World Series, afirmaram que a maioria do público que assistiu ao concerto ficou a conhecer melhor a Angola de hoje.

Apesar de alguns dos espectadores não falarem a língua portuguesa, durante o mesmo, foram projectadas imagens de Angola e do artista, traduzidas.

Os presentes no show foram de opinião que a linguagem da música de Waldemar Bastos gerou um profundo sentimento, inspiração e amor.

Considerado um filósofo e génio musical, Waldemar Bastos deu mais passos para o reconhecimento internacional da sua carreira, transportando os espectadores para Angola, a sua pátria, fazendo-os sentir uma conexão mais profunda com o país.

No fim do espectáculo, o músico agradeceu a presença de todos, em particular dos diplomatas em missão em Los Angeles, realçando a pessoa de Martinho Codo, Cônsul Geral de Angola em Los Angeles, Califórnia, pelo apoio prestado para a realização do evento e em prol da divulgação da cultura angolana. (portalangop.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.