Ler Agora:
Novo Hospital Geral de Luanda entregue provisoriamente ao Governo
Artigo completo 2 minutos de leitura

Novo Hospital Geral de Luanda entregue provisoriamente ao Governo

HGL (RNA)

HGL (RNA)

O novo Hospital Geral de Luanda (HGL) foi entregue provisoriamente, hoje (quinta-feira), ao Governo, pelo embaixador da China em Angola, Gao Kexiang, depois de obras de construção e ampliação.

O novo edifício, financiado com a doação do Governo Chinês ao Executivo Angolano, é três vezes maior que o anterior, com 22 metros quadrados de construção, 300 camas, equipamentos avançados, fornecidos pela empresa chinesa Tianjin Machinery Import & Export Cooperation e terá a capacidade de acolher diariamente 800 pacientes para o tratamento médico.

A directora do Gabinete Provincial de Saúde de Luanda, Rosa Besa, disse que o hospital terá diversas especialidades como pediatria, ortotraumatologia, cuidados intensivos para crianças e adultos, maternidade e laboratórios.

Rosa Besa esclareceu que foi feita a entrega provisória para a testagem dos equipamentos e treinamento dos técnicos, para posteriormente ser inaugurado definitivamente o empreendimento quando estiver em pleno funcionamento.

Durante este período de funciomento provisório, as infra-estruturas e os equipamentos estão na responsabilidade do Governo Chinês, representada por uma equipa técnica que reside no hospital para assegurar a manutenção do hospital e dos meios médicos.

A responsável provincial da Saúde informou que o hospital, situado no município de Belas, em Luanda, vai servir como centro de treinamento para os técnicos do sector em diversas especialidades e vai cooperar com outras instituições sanitárias, como o hospital Josina Machel e o Pediátrico.

O HGL vai contar com especialistas chineses que trabalham na instituição deste a inauguração, antes de ser demolido parte das infra-estruturas, quatro depois da inauguração, em 2006.

Durante o período de obras, os pacientes eram atendidos num área que foi criada provisoriamente para o efeito.

O edifício foi erguido pela construtora chinesa China Civil Enginering Group Co, LTD (CTVE). As obras, que iniciaram em Dezembro de 2011, levaram três anos para a conclusão.

O antigo edifício, tal como o actual, tinha dois pisos e serviços de consultas externas e de especialidades, entre as quais otorrinolaringologia, dermatologia, pediatria, neurologia, oftalmologia e fisioterapia. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.