Ler Agora:
Ministra considera que acordos de comércio transfronteiriço facilitarão a exportação e importação de mercadorias
Artigo completo 2 minutos de leitura

Ministra considera que acordos de comércio transfronteiriço facilitarão a exportação e importação de mercadorias

A ministra do Comércio, Rosa Pacavira (Foto: Angop)

A ministra do Comércio, Rosa Pacavira
(Foto: Angop)

A ministra do Comércio, Rosa Pacavira, afirmou nesta sexta-feira, em Luanda, que a formulação de acordos ou normas que regulam o comércio transfronteiriço facilita a exportação e importação de mercadorias, bens e serviços entre os países da região austral de África.

A governante, que falava durante um encontro de trabalhos com o ministro do Comércio da Namíbia, Calle Schlettwein, o embaixador da República do Congo, Jean Baptiste, e os representantes das embaixadas da Zâmbia e da República Democrática do Congo (RDC), acrescentou que Angola está a dar um grande passo com a formulação da proposta de acordos sobre o comércio transfronteiriço entre os países da SADC.

Revelou que a fronteira angolana tem registado um comércio informal cujo trânsito de mercadorias necessita ser regulado, tendo em conta os laços comuns que unem os povos da região austral africana.

Rosa Pacavira garantiu que as equipas técnicas de Angola e da Namíbia estão a trabalhar juntamente no sentido de se chegar a um consenso para a aderência da proposta do acordo transfronteiriço elaborado pelo Executivo angolano.

“Angola e a Namíbia têm uma fronteira comum, na Santa Clara (província do Cunene), onde se regista um maior afluxo de mercadorias e trocas comerciais, que necessitam ser regulados pelos acordos bilaterais e respeitados pelo protocolo do comércio livre da SADC, que o país aderiu”, reforçou.

A ministra adiantou que a aderência à proposta de acordos do comércio transfronteiriço pelos países da região irá permitir o escoamento de produtos, trocas comerciais, bem como acudir as possíveis calamidades como a seca, as cheias e a fome, que cada um dos países poderá enfrentar.

Por seu turno, o ministro do Comércio e Indústria da Namíbia, Calle Schlettwein, enalteceu a iniciativa de Angola e prometeu aderir à proposta dos acordos.

Durante o encontro, testemunhado também pelos altos funcionários do Ministério do Comércio, foram abordadas questões ligadas ao tráfico de mercadorias no comércio fronteiriço, à criação das condições equitativas para os sistemas tributários, ao desenvolvimento de mecanismos que permitam reduzir o comércio fronteiriço informal e à concorrência de uma melhor organização dos mercados fronteiriços. (portalangop.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.