Ler Agora:
Lucros da angolana Sonangol descem 77% e produção petrolífera cai 2,6% em 2014
Artigo completo 3 minutos de leitura

Lucros da angolana Sonangol descem 77% e produção petrolífera cai 2,6% em 2014

 

(Foto: D.R.)

(Foto: D.R.)

A produção de petróleo em Angola diminuiu 2,6 por cento em 2014, face ao ano anterior, para 1,671 milhões de barris por dia, e os lucros líquidos da Sonangol caíram 77%, para 710 milhões de dólares. Os números foram apresentados hoje pelo presidente do Conselho de Administração da estatal Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) em conferência de imprensa realizada em Luanda para apresentação dos resultados anuais do grupo da concessionária petrolífera angolana. Francisco de Lemos José Maria admitiu que 2014 foi um ano “bastante difícil”, em que não foram alcançadas as metas previstas, e que na origem deste desempenho, num setor que alimenta mais de 70% das receitas fiscais angolanas, esteve a “queda acentuada, abrupta, da produção petrolífera” no primeiro semestre. 

RECEITAS FISCAIS ANGOLANAS DO PETRÓLEO CAÍRAM MAIS DE 57% EM JANEIRO

As receitas fiscais provenientes da exportação de petróleo por Angola caíram mais de 57 por cento em janeiro, face ao mesmo mês de 2014, para 1,16 mil milhões de euros, segundo um relatório do Ministério das Finanças. O documento, a que a Lusa teve hoje acesso, comprova as dificuldades nas contas públicas angolanas decorrentes da forte quebra da redução do preço do barril de petróleo no mercado internacional, que forçaram a revisão, em curso, do Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2015. Em causa estão números sobre a receita arrecadada com Imposto sobre o Rendimento do Petróleo (IRP), Imposto sobre a Produção de Petróleo (IPP), Imposto sobre a Transação de Petróleo (ITP) e receitas da concessionária nacional, tendo a exportação de cada barril de crude atingido, em média, os 58,92 dólares. 

REMESSAS DE EMIGRANTES PORTUGUESES EM ANGOLA CAEM MAIS DE METADE EM DEZEMBRO-BdP

As remessas dos emigrantes portugueses a trabalhar em Angola caíram em dezembro 51,5% face a Dezembro do mês anterior, para 16,7 milhões de euros, indicam os dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal no boletim estatístico. Segundo os números, que se referem ao último mês do ano passado, os portugueses a trabalhar em Angola enviaram para Portugal 16,7 milhões de euros, quando em dezembro de 2013 tinham enviado para o seu país cerca de 34,5 milhões de euros. Os dados hoje avançados pelo Banco de Portugal confirmam as dificuldades que têm vindo a ser noticiadas relativamente ao envio de divisas em moeda estrangeira para fora de Angola, num contexto de forte quebra do preço do petróleo, das receitas fiscais e da escassez de divisas estrangeiras, nomeadamente dólares. (cmjornal.xl.pt)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »