Ler Agora:
Fundo Soberano de Angola tem uma avaliação positiva
Artigo completo 2 minutos de leitura

Fundo Soberano de Angola tem uma avaliação positiva

José Filomeno dos Santos, Presidente do Fundo Soberano (Foto: António Lourenço)

José Filomeno dos Santos, Presidente do Fundo Soberano
(Foto: António Lourenço)

O Fundo Soberano de Angola (FSDEA) foi classificado como operador transparente pelo Índice de Transparência Linaburg-Maduell, administrado pelo Instituto de Fundos Soberanos (SWFI), líder mundial na pesquisa destes organismos.

O Instituto dos Fundos Soberanos anunciou recentemente a posição de Angola na sua quarta avaliação trimestral do ano de 2014, na qual confirma o FSDEA com uma cotação de oito em dez pontos, o que comprova “a estrutura governativa e as operações como transparentes”.
O presidente do Conselho de Administração do FSDEA, José Filomeno dos Santos, considera num comunicado enviado ao Jornal de Angola positivo o Índice de Transparência Linaburg-Maduell e realça o compromisso do fundo angolano manter os princípios recomendáveis e boas práticas de gestão.
“Esta classificação é um marco importante para o Estado angolano e demonstra o compromisso do FSDEA com a prestação de um serviço responsável e eficiente para o benefício das gerações actuais e futuras de Angola”, refere o documento.
O Índice de Transparência Linaburg-Maduell foi desenvolvido em 2008 pelo Instituto dos Fundos Soberanos, por Carl Linaburg e Michael Maduell. (jornaldeangola.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »