Ler Agora:
Basquetebol: FAB reafirma compromisso na formação de quadros
Artigo completo 2 minutos de leitura

Basquetebol: FAB reafirma compromisso na formação de quadros

Tony Sofrimento - secretario Geral da FAB (Foto: Lino Guimaraes)

Tony Sofrimento – secretario Geral da FAB (Foto: Lino Guimaraes)

O secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol, Tony Sofrimento, reafirmou domingo, no Lubango, província da Huíla, que a FAB vai continuar a prestar maior atenção à formação de árbitros, comissários e técnicos da modalidade.

Falando à imprensa no final do curso nacional de comissários e técnicos de basquetebol, que albergou sete quadros das províncias da Huíla, Namibe e Benguela, o secretário-geral da FAB disse que o processo de formação está na agenda, desde a constituição do novo elenco da federação.

“Nós pretendemos ter um marco e isto passa pela formação cíclica dos comissários e, por esta via, fazer o escalonamento para que eles possam desempenhar um bom papel durante as realizações das partidas”, sublinhou o dirigente.

Disse que a ideia é de que todos os comissários e técnicos de basquetebol tenham um conhecimento mais amplo das novas regras que são aplicadas à modalidade, na perspectiva de se evitar equívocos.

Disse que a Federação Angolana de Basquetebol já formou, em Luanda, 32 comissários e técnicos, cujo nível de aproveitamento foi maior, atendendo a entrega e eficácia dos mesmos durante a acção formativa.

Sobre a qualidade da arbitragem do basquetebol a nível do país, Tony Sofrimento disse ter havido uma melhoria, pois os árbitros foram submetidos a uma formação, o que permitiu reduzir os níveis de reclamações que eram constantes.

“Quero dizer que a Federação Angolana de Basquetebol quer aumentar o número de árbitros, por isso estamos a fazer com que o processo seja bem gerido e que a arbitragem seja contemplada com mais quadros”, realçou.

Durante dois dias, os participantes foram esclarecidos com assuntos relacionados com regras do basquetebol e sua interpretação, tarefas do comissário e conselhos práticos para o seu trabalho e administração da competição e gestão da crise.

Avaliação dos árbitros, gestão do jogo e testes escritos foram de entre outros assuntos abordados no curso, sendo o primeiro do género a se realizar na província da Huíla. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »