Ler Agora:
Angola e Rússia rubricam acordos de cooperação
Artigo completo 3 minutos de leitura

Angola e Rússia rubricam acordos de cooperação

Ministro da Geologia e Minas, Francisco Queiroz (Foto: Joaquina Bento/Arquivo)

Ministro da Geologia e Minas, Francisco Queiroz (Foto: Joaquina Bento/Arquivo)

Dois acordos no domínio da aquicultura (pescas) e da formação de quadros entre Angola e a Rússia foram rubricados hoje, em Moscovo, no quadro do reforço da parceria estratégica existente.

Foram signatários dos memorandos, os ministros angolano da Geologia e Minas, Francisco Queiroz, e o russo dos Recursos Naturais e Ecologia, Serguei Donskoy.

Na ocasião, os governantes foram unanimes na reafirmação do interesse dos dois governos de elevarem as relacoes.

A assinatura dos acordos aconteceu na 3ª sessão anual da comissão inter-governamental Angola-Rússia para a cooperação económica, técnico-científica e comercial, que teve a duração de três dias e envolveu equipas técnicas dos dois países.

Na qualidade de co-presidentes da referida comissão, os ministros, em representação dos seus governos, abordaram ao detalhe protocolos, memorandos e instrumentos já rubricados pelos dois países e perspectivaram novas áreas de cooperação.

Confirmaram a intenção de intensificar e reforcar o quadro jurídico das relações Angola – Rússia nas áreas da geologia e minas, telecomunicações, educação, saúde, pescas, petróleos, transportes, agricultura, formação de quadros, entre outros.

Para o ministro Francisco Queiroz, a assinatura dos acordos traduz a vontade dos dois governos de aprofundar as relações de amizade e de cooperação harmoniosa, na base de uma parceria construtiva e em observância aos princípios da reciprocidade de interesses.

Por seu turno, Serguei Donskoiy, governante russo, disse que o passo dado expressa a vontade firme dos países continuarem a melhorar, cada vez mais, os laços.

Segundo uma nota de imprensa que a Embaixada teve acesso, Angola já liquidou a sua dívida para com a Federação da Russia e as trocas comerciais entre os dois países são equilibradas, multi-sectoriais e favoráveis aos angolanos, que importam de Moscovo equipamentos, tecnologia, conhecimento, entre outros.

Angola tem fortes interesses na tecnologia russa, nomeadamente no domínio militar e das telecomunicações, onde partilha o projecto angosat, razão pela qual a 3ª reunião anual dos dois estados firmou novos acordos para o alargamento da cooperação em aquicultura e formação de quadros.

As relações são de longa data, marcadas por uma forte componente política, diplomática, militar, económica, entre outras.

No decurso do encontro de Moscovo, o governo russo formulou um convite oficial a República de Angola para participar de 18 a 20 de Junho próximo na tradicional feira económica internacional de São Petesburgo.

A delegação do ministro angolano da Geologia e Minas agregou o embaixador de Angola na Rússia, Joaquim de Lemos, a directora Europa do Ministério das Relações Exteriores, Teodora Coelho, entre outros. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »