Vírus “Dexter” infecta a África do Sul

Vírus informático foi batizado com o nome da série "Dexter", que conta a história de um "serial killer" (Foto: D.R.)
Vírus informático foi batizado com o nome da série "Dexter", que conta a história de um "serial killer" (Foto: D.R.)
Vírus informático foi batizado com o nome da série “Dexter”, que conta a história de um “serial killer” (Foto: D.R.)

O vírus com o nome “Dexter” já roubou dados de mais de cem mil pessoas. Está a ser descrito como um dos maiores ciber-ataques na África do Sul.

Milhares de sistemas de pagamento utilizados em lojas, restaurantes e hotéis da África do Sul, foram ‘infetados’ com o vírus informático Dexter. Os bancos sul-africanos estão a sofrer perdas na casa dos milhões de euros, segundo a BBC.

“É provavelmente o pior ataque deste género em termos de perdas. Começámos a detetar a fraude em algumas lojas no início deste ano mas, com o agravar da situação, decidimos iniciar uma investigação. Encontrámos este vírus em algumas localizações”, disse ao canal britânico o chefe executivo da Pasa, uma associação que regula os sistemas de pagamento do país.

O vírus, descoberto em dezembro de 2012, infeta computadores que operam no sistema operativo Windows. Recebeu o nome “Dexter”, em ‘homenagem’ ao protagonista da série de televisão e livros com o mesmo nome. A associação a Dexter surge porque este é um assassino em série.

Felizmente, apesar de o vírus roubar dados dos cartões, não roubou códigos pin ou o código de segurança dos cartões de crédito.

Os restaurantes KFC foram alguns dos atingidos por este vírus. O responsável pela cadeia de restaurantes na África do Sul, em declarações à Bloomberg, revelou que a primeira prioridade será garantir que o impacto nos seus clientes seja o mínimo.

A Pasa acredita que os criminosos responsáveis por este ataque estão sediados na Europa, apesar de não ter conseguido determinar os países.

‘Dexter’ antes de ser um nome de um vírus já foi uma série de televisão de grande sucesso. Após 8 temporadas, terminou nos Estados Unidos no passado mês de setembro, encontrando-se ainda em exibição em Portugal. A série foi baseada nos livros de Jeff Lindsay. (dn.pt)

por Ruben Abreu, editado por Ricardo Simões Ferreira

DEIXE UMA RESPOSTA