Sudão: Habitantes de Abyei votam em referendo não oficial sobre sua ligação a Juba ou Cartum

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Abyei – Os habitantes da região de Abyei, reivindicada pelo Sudão e o Sudão do Sul, votam desde domingo sobre a sua ligação à Juba ou Cartum, durante um referendo não reconhecido oficialmente e susceptível de reacender as tensões entre os dois vizinhos, anunciou nesta segunda-feira um responsável local.

O referendo foi realizado unilateralmente pela comunidade Ngok Dinka, população sedentária de Abyei e ramo dos Dinka, etnia maioritária no Sudão do Sul.

Abyei continua a ser um dos principais pontos de tensão não resolvida pelo “Acordo de Paz Global ” de 2005 entre Juba e Cartum, que encerrou duas décadas de guerra civil sangrenta e levou à divisão do Sudão em 2011.

“As pessoas votam para uni-la ao Sudão do Sul ou para que seja uma parte do Sudão”, disse nesta segunda-feira Rou Manyiel, presidente da organização da sociedade civil de Abyei e responsável pela comunidade Ngok Dinka, acrescentando que “há longas filas, mas tudo está calmo e pacífico”.

A votação começou no domingo e terminará na terça-feira, precisou.

Nem Juba nem Cartum e nem mesmo a comunidade internacional apoiam este referendo. Nestes últimos dias, a ONU apelou novamente às partes a absterem-se de “qualquer acção unilateral que possa agravar a tensão”, qualificando a situação em Abyei de “explosiva”.

Um referendo de autodeterminação em Abyei, previsto pelo Acordo de Paz Global de 2005, não deixou de ser adiado devido principalmente a um desentendimento entre Cartum e Juba sobre o corpo eleitoral, tendo a mediação da UA se mostrado infrutífera.

Durante um encontro em Juba, a 22 de Outubro, os presidentes sudaneses e sul-sudaneses, Omar al-Bashir e Salva Kiir, prometeram paz mas se mostraram incapazes de qualquer avanço concreto sobre o dossier Abyei, apesar dos apelos da União Africana (UA) neste sentido. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA