Somália: Líder jihadista shebab morre em ataque de drone

O grupo al-Shabaab tem nos últimos meses escalado os ataques suicidas na Somália. (Foto: AFP)
O grupo al-Shabaab tem nos últimos meses escalado os ataques suicidas na Somália. (Foto: AFP)
O grupo al-Shabaab tem nos últimos meses escalado os ataques suicidas na Somália. (Foto: AFP)

Mogadíscio – Um líder dirigente shebab somali, acusado de planear os ataques suicidas dos rebeldes vinculados à Al-Qaeda, morreu num ataque com drone (avião não pilotado) na segunda-feira no sul da Somália, anunciou o ministério do Interior do país.

Ibrahim Ali Abdi, conhecido como Anta-Anta, “teve um papel importante na morte de civis inocentes. Sua morte ajudará a restabelecer a paz”, declarou o ministro Abdikarin Husein Guled.

O ministrou não revelou detalhes da operação, mas na segunda-feira uma fonte do governo dos Estados Unidos confirmou que um drone americano havia atacado “shebabs” da Somália.

O governo somali afirma que Abdi era conhecido por preparar coletes com explosivos e carros-bomba utilizados em atentados suicidas.

Até o momento os rebeldes não comentaram a notícia.

A acção aconteceu poucas semanas depois de um ataque a um centro comercial de Nairobi reivindicado pelos “shebab” somalis, no qual morreram pelo menos 67 pessoas.

Os “shebab” foram desalojados das principais cidades da Somália, entre elas a capital Mogadíscio e o porto meridional de Kismayo, por uma força da União Africana, que agora conta com 17.700 soldados.

Mas o grupo islamita ainda controla áreas do sul do país e nos últimos meses intensificou a campanha de atentados suicidas. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA