Ler Agora:
Sócrates: “Sou o chefe democrático que a direita sempre quis ter”
Artigo completo 1 minutos de leitura

Sócrates: “Sou o chefe democrático que a direita sempre quis ter”

José Socrates (José Miguel Rodrigues / Correio da Manhã)

José Socrates (José Miguel Rodrigues / Correio da Manhã)

O antigo primeiro-ministro e líder do PS diz ser “o chefe democrático que a direita sempre quis ter”. Em entrevista ao Expresso, fala do caso Freeport, do PS, da crise da dívida, e ainda do namoro com a jornalista Fernanda Câncio e da sua relação com Teixeira dos Santos.

Em entrevista ao jornal Expresso, o ex-primeiro-ministro e antigo secretário-geral do PS diz, a propósito do seu posicionamento no espectro político português, que é “o chefe democrático que a direita sempre quis ter”.

A entrevista será publicada na íntegra nesta sábado a propósito do lançamento do livro “A Confiança no Mundo”, onde José Sócrates transcreve a tese de mestrado obtida em Paris depois de ter saído do Governo, no Verão de 2011.

De acordo  com o jornal,  José Sócrates comenta ainda o caso Freeport, o PS, a crise da dívida, a ética kantiana, o namoro com a jornalista do “Diário de Notícias” Fernanda Câncio e a sua relação com Teixeira dos Santos, seu ministro das Finanças. (jornaldenegocios.pt)

 

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »