Promoção da Mulher aposta na capacitação de conselheiros familiares

Directora Nacional para os Direitos da Mulher, Maria Soledade Augusto (Foto: ANGOP)
Directora Nacional para os Direitos da Mulher, Maria Soledade Augusto (Foto: ANGOP)
Directora Nacional para os Direitos da Mulher, Maria Soledade Augusto (Foto: ANGOP)

O Ministério da Família e da Promoção da Mulher está apostado em capacitar conselheiros familiares no país, visando combater a violência doméstica e permitir que as famílias possam viver em harmonia.

O facto foi dado a conhecer no Huambo, quarta-feira, pela directora nacional para os direitos da mulher, Maria Soledade Dores Augusto, durante o seminário de capacitação dos conselheiros familiares desta província.

Explicou que tal aposta faz parte das estratégias definidas pelo ministério visando ainda coordenar e executar a promoção e igualdade do género na defesa e garantias dos direitos da mulher e da família.

Considerou, no seu discurso, que os conselheiros familiares jogam um papel preponderante na sensibilização, harmonização e reconciliação das famílias, no sentido delas se absterem de quaisquer actos de violência, incentivando o diálogo construtivo.

A responsável do ministério da Família e da Promoção da Mulher sublinhou que só com a diminuição da violência doméstica é possível construir uma sociedade verdadeiramente democrática, pautada no respeito pelos direitos da pessoa e da dignidade humana, garantido também a igualdade entre homens e mulheres.

Os 45 participantes na formação estão a ser instruídos em matérias sobre ética e deontologia profissional no aconselhamento familiar, técnicas de habilidade jurídica no aconselhamento, sistema integrado de indicadores de género   (portalangop.co.ao)

 

DEIXE UMA RESPOSTA